PUBLICIDADE

MP denuncia PM e mulher de empresário por tentativa de homicídio

A denúncia segue agora para análise do Juiz da 2ª Vara Criminal

O Policial Militar continua preso à disposição da Justiça
O Policial Militar continua preso à disposição da Justiça -

Naiane Jagnow

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O Ministério Público denunciou o policial militar, Herivelton dos Santos Martins, e a mulher do empresário, Michele Hartmann Hass, por tentativa de homicídio. A denúncia foi oferecida pelo promotor de Justiça, Thiago Saldanha Macorati, nesta segunda-feira (26).

Segundo a denúncia, o policial militar tentou matar o empresário, Everton José Hass, por meio de disparos de arma de fogo. A vítima chegou a ser atingida pelos tiros e teve ferimentos no tórax e no braço direito. Já Michele, esposa do empresário, responde pela tentativa de homicídio contra o policial. Conforme a denúncia, ela atirou contra Herivelton e atingiu a região do tórax, porém a tentativa foi falha, pois ele usava colete à prova de balas.

O caso aconteceu no dia 12 de dezembro de 2022, por volta das 23h, em residência localizada no bairro Colônia Dona Luiza, em Ponta Grossa. Conforme a denúncia, Herivelton agiu por motivo torpe, pois tentou matar a vítima como forma de ‘acerto de contas’, em razão de uma briga ocorrida durante a tarde, em que o empresário o acusou de manter um relacionamento extraconjugal com sua esposa. De acordo com o documento do MP, o policial dificultou a defesa da vítima, já que os disparos foram efetuados durante o repouso noturno e contra pessoa desarmada.

Conforme explica o advogado Fernando Madureira, que representa o empresário, o policial militar responde por tentativa de homicídio com duas qualificadoras e com pena aumentada por praticar o crime na presença das filhas da vítima, de 19 e 7 anos. Segundo o advogado, a denúncia do MP pode ser aditada após os resultados das perícias nos aparelhos celulares ou com o aparecimento de outras evidências no decorrer do processo.

A denúncia segue para análise do Juiz da 2ª Vara Criminal. O Policial Militar continua preso à disposição da Justiça. 

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE