Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler

‘Sítio do Picapau Amarelo’ foi base de trabalho coletivo dos alunos do 4º ano A da Escola Madre Josafata; docente destaca importância da atividade

Intepretação e caracterização marcaram amplo trabalho em sala
Intepretação e caracterização marcaram amplo trabalho em sala -

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Com a temática ‘O mundo do Sítio do Picapau Amarelo’, o 4º ano A da Escola Municipal Madre Josafata, em Ivaí, pôde realizar uma releitura fictícia desta obra clássica da literatura brasileira, com ênfase em um dos momentos mais marcantes da história: o momento em que a boneca de pano Emília começa a falar, ou seja, ‘A pílula falante’. A professora da turma, Tatiane Loch, comenta os principais aspectos.

GALERIA DE FOTOS

  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
  • Obra clássica é tema de ampla aula em Ivaí no Vamos Ler
 

“É inquestionável a importância da literatura para todos nós, seja para fugirmos da nossa realidade, seja por deleite, seja por conhecimento, ou até mesmo pura apreciação. Por conseguinte, pensando nessa questão, imaginemos as contribuições de Monteiro Lobato para a educação, mais especificamente para as Séries Iniciais do Ensino Fundamental. Como o autor trabalha pelo viés da ludicidade é nítido a importância do mesmo, bem como suas obras onde em suas histórias o prazeroso é resolver os problemas de modo aventuroso e lúdico, levando o indivíduo para um universo positivo e imaginário e, consequentemente, a leitura se torna prazerosa e o conhecimento é adquirido da mesma maneira”, relata a docente.

Assim, para realizar o projeto segundo a educadora, houve a confecção de materiais que faziam parte da caracterização dos personagens, feitos pela própria turma. Tatiane traz o destaque de uma aluna que cita que “foi um momento incrível”, além de elencar a motivação dos educandos nos ensaios, confecções dos materiais, além de que “sentiu e viu o quanto esse momento de leitura adaptada a um momento cênico foi eficaz na interação entre colegas e o quanto a literatura de Monteira Lobato os marcou”.

Acesse o blog escolar da Escola Rural São Braz clicando aqui