PUBLICIDADE

Paraná ultrapassa 100 mil novos empregos formais em 2022

Em julho, o Estado foi o terceiro mais bem posicionado no Brasil, ficando atrás de São Paulo e Minas Gerais

Dados foram divulgados pelo Novo Caged nesta segunda-feira (29)
Dados foram divulgados pelo Novo Caged nesta segunda-feira (29) -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O Paraná fechou o mês de julho com um saldo de 16.090 contratações com carteira assinada, rompendo a marca das 106 mil admissões formais em 2022. Foi o terceiro melhor desempenho do País no período, atrás apenas de São Paulo (67.009) e Minas Gerais (19.060). O resultado também é superior ao conjunto de todos os estados do Norte (16.080). 

Quando comparado com os vizinhos da Região Sul, o resultado é mais que o dobro do alcançado pelo Rio Grande do Sul (7.511) e quase quatro vezes superior ao de Santa Catarina no mês passado (4.551). O levantamento é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) e divulgado nesta segunda-feira (29), pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

Com sete resultados positivos em sequência, o Paraná chega à marca de 106.875 contratações em 2022, o quarto melhor desempenho do Brasil, imediatamente após São Paulo (454.605), Minas Gerais (159.628) e Rio de Janeiro (118.394). Santa Catarina, com 89.065 vagas, finalizou na sexta posição. Já o Rio Grande do Sul apareceu em oitavo, com 81.991.

“Mais um excelente resultado conquistado pelo Paraná na geração de emprego. Isso demonstra que o planejamento do Governo do Estado implementado lá em 2019 é muito eficaz, atraindo o investidor privado para um ambiente de paz política. Isso gera emprego e renda, a melhor política social que existe. Com mais esse bom desempenho, passamos as 100 mil admissões no ano e ficamos mais próximos de bater o nosso próprio recorde, de 172 mil vagas no ano passado”, afirmou Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), governador do Paraná.

Já no acumulado de 12 meses, de agosto de 2021 a julho de 2022, o Estado também segue com o melhor resultado da Região Sul, com um saldo de 153.881 postos de trabalho formais, contra 126.324 do Rio Grande do Sul e 123.389 de Santa Catarina.

Municípios

Das 399 cidades paranaenses, 259 fecharam julho com saldo positivo na abertura de vagas, o que corresponde a 65% do total. Em 15 deles, o número de contratações e de demissões foi o mesmo, com um saldo igual a 0. As outras 125 cidades (31%) tiveram saldo negativo no período.

Os municípios com o maior saldo de contratações foram Curitiba (7.993), Londrina (960), São José dos Pinhais (658), Maringá (388), Colombo (380), Pinhais (351), Fazenda Rio Grande (344), Rolândia (255), Matelândia (226) e Arapongas (225).

Brasil

O Caged revelou que o País fechou o mês de julho com um saldo de 218.902 empregos formais (com carteira assinada), resultado de 1.886.537 de contratações e 1.667.635 desligamentos. No acumulado do ano, foi registrado saldo de 1.560.896 empregos, decorrente de 13.554.553 admissões e 11.993.657 desligamentos.

Paraná na geração de empregos em julho de 2022:

- São Paulo: 67.009;

- Minas Gerais: 19.060;

- Paraná: 16.090;

- Rio de Janeiro: 13.434;

- Bahia: 13.318;

- Ceará: 10.108.

Paraná na geração de empregos em julho de 2022 (comparativo com o Sul):

- Paraná: 16.090;

- Rio Grande do Sul: 7.511;

- Santa Catarina: 4.551.

Paraná mês a mês em 2022:

- Janeiro: 19.527;

- Fevereiro: 28.637;

- Março: 5.194;

- Abril: 9.370;

- Maio: 13.935;

- Junho: 14.122;

- Julho: 16.090;

- Total: 106.875.

Ranking nacional em 2022:

- São Paulo: 454.605;

- Minas Gerais: 159.628;

- Rio de Janeiro: 118.394;

- Paraná: 106.875;

- Bahia: 89.697;

- Santa Catarina: 89.065;

- Goiás: 85.522;

- Rio Grande do Sul: 81.991.

Com informações: assessoria de imprensa.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE