Vamos Ler auxilia em dinâmica eleitoral de turma em Ipiranga

Videoaulas do projeto sobre cargos eletivos foram base para um trabalho prático que elegeu ‘governador e vice’ do 4º ano da Escola Rural Indalécio Lemes Galvão

VÍDEO
Dinâmica elegeu as melhores propostas em sala de aula | Autor: Divulgação

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Por meio das videoaulas do Vamos Ler – Geração Digital, que abordavam sobre a função de governadores e presidente da República, além de outros recursos práticos, o 4º ano da Escola Rural Municipal Indalécio Lemes Galvão, em Ipiranga, pôde aprender de forma efetiva como funciona uma eleição, conforme relata a professora Amanda Dallazoana Langue.

“Não é novidade para ninguém e nem mesmo para os alunos do 4º ano que as eleições se aproximam. Muito se fala sobre isso nas mídias digitais, na TV, no rádio e até mesmo nas conversas entre familiares. E, por que não levar esse assunto também para a sala de aula”, aponta a docente.

Assim, por meio das aulas do Vamos Ler, os alunos trouxeram questionamentos como porque o voto é importante, porque é importante escolher governantes com consciência, entre outras. A educadora cita que as questões foram respondidas por meio de uma roda de conversa e experiências ouvidas na TV ou mesmo em casa.

GALERIA DE FOTOS

  • Vamos Ler auxilia em dinâmica eleitoral de turma em Ipiranga
  • Vamos Ler auxilia em dinâmica eleitoral de turma em Ipiranga
  • Vamos Ler auxilia em dinâmica eleitoral de turma em Ipiranga
  • Vamos Ler auxilia em dinâmica eleitoral de turma em Ipiranga
  • Vamos Ler auxilia em dinâmica eleitoral de turma em Ipiranga
  

“Após as perguntas respondidas, foi a hora de viver n prática tal experiência: separadas em duplas, as crianças deixaram de lado o título de alunos para se tornarem candidatos a governadores e vices. Então, criaram em seus cadernos propostas para apresentar aos seus eleitores, preparam os discursos e foram colocar tudo em prática. Com uma câmera em mãos e os discursos na ponta da língua, foi hora de gravar a propaganda eleitoral, em busca de serem eleitos”, relata Amanda.

Após a gravação dos vídeos, houve a apresentação das propostas em um debate, esperando o resultado que seria decidido pelos colegas de 3º e 5º ano. A professora cita também que houve a apresentação e confecção dos próprios títulos de eleitores para votarem – contando com uma sala disposta para a votação, mesários e, claro, colegas e candidatos escolhendo as melhores propostas, escrevendo nos papeis o número de seus postulantes favoritos. Ao término, houve a apuração de votos e uma breve cerimônia de posse do governador e vice com seus títulos.

“Finalizando a atividade com alunos mais conscientes da importância de votar e preparados para contar toda a experiência em casa. E, quando chegar a hora de votar, usar toda experiência da atividade em prática. Foi proveitoso ver a consciência acerca do que um estado precisa, as propostas bem elaboradas, o empenho e, mais uma vez, a quebra da barreira da vergonha e da insegurança de falar diante das câmeras e do público”, conclui a educadora.

Acesse o blog escolar da Escola Rural Indalécio Lemes Galvão clicando aqui

Conteúdo de marca

Quero divulgar right