PUBLICIDADE

Filha de comentarista de TV sofre acidente em tirolesa

Caso foi no equipamento que estava instalado no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte; jovem de 14 anos ficou ferida

VÍDEO
O perfil oficial do estádio afirmou que Maria Luiza, de 14 anos, teve escoriações leves | Autor: Reprodução Redes Sociais

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Uma tragédia quase ocorreu na última semana, no Mineirão. A filha do comentarista Alê Oliveira, Maria Luiza (14 anos), caiu da tirolesa no estádio, foi hospitalizada, e recebeu alta no mesmo dia. O vídeo assustador foi compartilhado pelo pai, que se mostrou indignado com os organizadores da atração.

"Essa fatalidade aconteceu no Mineirão na última quinta, dia 12, às 15h. De lá pra cá procurei cuidar da Malu, minha única filha, o amor da minha vida. E também pensei se devia postar o vídeo ou não. Essa decisão foi um grito contra a irresponsabilidade, impunidade, contra a falta de cuidado com a vida do próximo", disse Alê.

"Não posso, mas fico imaginando o tempo todo, o que teria acontecido se ela tivesse caído só um pouco à frente. Agradeço muito a Deus da minha filha estar viva hoje, foi um milagre, esse trauma fica pra sempre, mas fica também uma grande lição: Ame mais, ame hoje, de tudo agora. Te amo muito Malu, você me ensina a ser forte", completou.

VÍDEO
O perfil oficial do estádio afirmou que Maria Luiza, de 14 anos, teve escoriações leves | Autor: Reprodução Redes Sociais
  

Na publicação, Alê Oliveira também criticou o Mineirão, que através de nota nas redes sociais, se manifestou sobre o assunto. O perfil oficial do estádio afirmou que Maria Luiza, de 14 anos, teve escoriações leves. O comentarista publicou uma foto do edema sofrido pela filha e ironizou a nota: 'Leve, né?'.

Veja a nota do Mineirão:

"O Mineirão, a MXP - empresa contratante da tirolesa -, e a Nerea, empresa responsável pela operação da tirolesa, lamentam o acidente ocorrido na quinta-feira (12), no estádio. A visitante recebeu prontamente o atendimento médico no Mineirão e foi encaminhada para o Hospital João XXIII, que diagnosticou escoriações leves sem fratura. Ela foi liberada no mesmo dia. A perícia realizada identificou falha humana na operação. O Mineirão encerrou imediatamente a atividade de tirolesa no estádio. Mineirão, MXP e Nerea reiteram que prestaram todo o suporte à visitante e seus familiares e seguem à disposição dos envolvidos"

As informações são do IG

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE