Programa Klabin Caiubi retoma atividades no PR

Atividade de educação ambiental “Sem floresta, não há água”, chegou a sua 21ª edição no estado, contando com o apoio do programa Pingo D'Água

Programa de educação ambiental, Klabin Caiubi, retoma atividades presenciais no Paraná
Programa de educação ambiental, Klabin Caiubi, retoma atividades presenciais no Paraná -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A Klabin retomou no mês de julho as atividades presenciais do Programa Klabin Caiubi, iniciativa realizada pela Companhia em parceria com o poder público, com o objetivo de capacitar professores da rede municipal sobre assuntos ligados à conservação do meio ambiente. A programação se estendeu por cinco dias e considerou capacitações teóricas e práticas sobre o tema “Sem floresta, não há água”. As formações foram ministradas pelo gestor ambiental Gustavo Goés, do Consórcio do Rio Tibagi (COPATI), e contou com o apoio do programa de educação ambiental Pingo D'Água.

A ação presencial contou com todos os cuidados de prevenção da COVID-19 (uso obrigatório de máscaras e álcool em gel) e com a participação de 134 professores da rede pública, maximizando o impacto positivo do programa para cerca de três mil alunos de oito municípios do estado: Telêmaco Borba, Ortigueira, Tamarana, Imbaú, Reserva, Ventania, Sapopema e Curiúva. Com a iniciativa, foi possível sensibilizar e capacitar os presentes a fim de torná-los multiplicadores da consciência ecológica e do conhecimento ambiental em suas comunidades.

A programação contou ainda com a Trilha Ecológica, presente no Parque Ecológico Klabin, um percurso que proporciona uma experiência  ao longo de 1.000 metros, promovendo a visualização de espécies nativas de fauna e flora, como a araucária, o angico e a peroba-rosa, além de permitir a escuta do canto do papagaio-de-peito-roxo e jacutingas.

“Havíamos adaptado o formato do Programa Klabin Caiubi para o remoto, o que felizmente viabilizou a realização das atividades durante os dois últimos anos, ao mesmo tempo em que respeitou os protocolos de segurança por conta da pandemia. Estamos muito animados em retomar as atividades presenciais, que geram uma integração ainda maior entre os participantes e o meio ambiente, fortalecendo o conhecimento disseminado pelas capacitações”, afirma Henrique Luvison, Gerente de Responsabilidade Ambiental da Klabin.

"Participar de um projeto que tem como objetivo a educação ambiental é de extrema importância para nós professores, pois temos a oportunidade de adquirir novos conhecimentos sobre esse tema essencial para a preservação do planeta para passarmos aos nossos alunos. O programa Klabin Caiubi, da empresa que preza pelo desenvolvimento sustentável, em parceria com a Prefeitura Municipal de nossa cidade , está construindo um legado entre família, escola e toda a comunidade, de cuidado com o meio ambiente. Parabéns a todos os envolvidos", afirma Luana Rosa Proença, professora da Escola Municipal Deputado Fabiano Braga Cortes em Telêmaco Borba.

Realizado desde 2001 no Paraná, o Programa Klabin Caiubi de Educação Ambiental está em sua 21ª edição. A iniciativa foi ampliada para Santa Catarina em 2008, chegando à Feira de Santana, na Bahia, em 2019 e em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, em 2021. No ano de 2022 o Caiubi expandiu suas ações para o Estado de São Paulo, nos Municípios de Jundiaí e Angatuba. Em mais de duas décadas de atuação, a ação já capacitou mais de 6 mil educadores, beneficiando mais de 480 mil estudantes de cerca de 1.640 escolas.

Sobre a Klabin

Maior produtora e exportadora de papéis para embalagens e de soluções sustentáveis em embalagens de papel do Brasil, a Klabin desponta como empresa inovadora, única do País a oferecer ao mercado uma solução em celuloses de fibra curta, fibra longa e fluff, além de ser líder nos mercados de embalagens de papelão ondulado e sacos industriais. Fundada em 1899, possui 22 unidades industriais no Brasil e uma na Argentina, responsáveis por uma capacidade produtiva anual de 4,2 milhões de toneladas de celulose de mercado e papéis.

Somente no Paraná, gera mais de 11 mil empregos (diretos e indiretos), em mais de 25 municípios próximos das operações da Companhia, principalmente, na região dos Campos Gerais. A empresa é pioneira na adoção do manejo florestal em forma de mosaico, que consiste na formação de florestas plantadas entremeadas a matas nativas preservadas, formando corredores ecológicos que auxiliam na manutenção da biodiversidade. A área florestal da Companhia no estado compreende o total de 433 mil hectares, sendo 176 mil de mata nativa. A Klabin também mantém um Parque Ecológico, na Fazenda Monte Alegre, em Telêmaco Borba, para fins de pesquisa e conservação, atuando no acolhimento e reabilitação de animais silvestres vítimas de acidentes ou maus-tratos, auxiliando o trabalho de órgãos ambientais. Além de contribuir para a preservação da flora e fauna da região, inclusive de espécies ameaçadas de extinção.

Toda a gestão da empresa está orientada para o Desenvolvimento Sustentável. Na região dos Campos Gerais a Klabin desenvolve boa parte dos seus programas socioambientais, com destaque para o Semeando Educação, “Matas Sociais - Planejando Propriedades Sustentáveis”, Matas Legais, Programa de Resíduos Sólidos, Programa Caiubi, Força Verde Mirim e Protetores Ambientais.

A Klabin integra, desde 2014, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da B3, e em 2020 passou a integrar o Índice Dow Jones de Sustentabilidade, com participação em duas carteiras: Índice Mundial e Índice Mercados Emergentes. Também é signatária do Pacto Global da ONU e do Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, buscando fornecedores e parceiros de negócio que sigam os mesmos valores de ética, transparência e respeito aos princípios de sustentabilidade.

Da assessoria