PUBLICIDADE

Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga

Quarto ano da Escola Rural de Canguera pôde compreender conteúdo matemático por meio da proposta ‘Quem Sou Eu’; professor aponta características da iniciativa

Divididos em duplas, educandos puderam se divertir na aula de Matemática
Divididos em duplas, educandos puderam se divertir na aula de Matemática -

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Para aprender a tabuada de uma maneira mais ampla e dinâmica, o 4º ano da Escola Rural Municipal de Canguera, em Ipiranga, sob coordenação do professor Rogério Bráz Euleuterio, teve jogo que movimentou os alunos. Segundo o educador, a tabuada é um recurso de alta importância para a multiplicação e conhecer o tema permite ao alunos agilizar professores, além de reduzir esforços para determinação do produto de alguma multiplicação solicitada.

“Seja na escola ou no convívio pessoal mesmo, lembrar dos processos de multiplicação e conhecer os resultados mais comuns é útil. E, sabendo disto, resolvi trabalhar a mesma de um modo mais dinâmico e divertido. Como a educação necessita ser fundamentalmente ‘prazerosa’ para realmente despertar o interesse das crianças, jovens ou adultos, utilizei com eles uma brincadeira para realizar a tabuada”, aponta o docente.

GALERIA DE FOTOS

  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  • Jogo leva ensino lúdico e dinâmico da tabuada a Ipiranga
  

Assim, Rogério utilizou o princípio do jogo ‘Quem sou eu?’, encontrado em versões impressa e virtual, com uma versão mesclada com a tabuada. Houve a divisão da turma em duplas, que recortaram todos os números para a prática e faixas necessárias – estas ultimas, inicialmente, foram colocadas na cabeça, feitas de papel sulfite, com utilização de um pequeno pedaço de fita adesiva.

“Para jogar foi feito do seguinte modo: o primeiro aluno pegava aleatoriamente um dos números, e o colega de dupla deveria lhe propor uma multiplicação da tabuada convencional cujo resultado fosse o do papel colado na cabeça do primeiro aluno. Como ele não havia visto o número que colocou na cabeça, seu dever era, através da multiplicação que o colega falou, descobrir qual número era este”, complementa o professor.

Por fim, o educador dá um exemplo: o primeiro aluno pegou o número 36 e seu colega poderia sugerir uma multiplicação, como 6x6. “E, através desta dica, o primeiro responde o ‘36’ devidamente. As duplas foram trocadas depois de um tempo, para todos poderem participar com colegas variados e se divertirem e rirem de modo mais diversificado”, conclui Rogério.

Acesse o blog escolar da Escola Rural de Canguera clicando aqui.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE