PUBLICIDADE

PG fecha 2022 com recorde de R$ 9,33 bi em exportações

Impulsionado pela soja, valor cresceu 20% sobre o total de 2021 e foi 9,25% superior ao recorde anterior, de 2008. Cidade é a 4ª que mais exporta no Paraná e a 37ª maior exportadora do Brasil

Depois da soja e derivados, produto mais exportado foi a matéria prima para as embalagens Tetra Pak
Depois da soja e derivados, produto mais exportado foi a matéria prima para as embalagens Tetra Pak -

Fernando Rogala

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Ponta Grossa atingiu, em 2022, um valor recorde de exportações. Somadas, as movimentações mensais do município alcançaram um total de US$ 1,76 bilhão, valor que corresponde a R$ 9,33 bilhões, convertido no dólar cotado a R$ 5,278, no último dia do mercado financeiro do ano no Brasil (29 de dezembro). Os números municipais foram divulgados nesta sexta-feira (6) pela Secretaria de Comércio Exterior pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, que resultou do desmembramento do antigo Ministério da Economia.

Esse montante corresponde a um crescimento de 20% em relação aos 7,77 bilhões (US$ 1,47 bilhão) comercializados para outros países em 2021, que era o segundo maior valor da série histórica. Em relação a 2008, quando tinha sido registrado o maior valor de exportações até então, de R$ 8,54 bi (US$ 1,61 bi), as movimentações desse ano foram superiores em 9,25%, ou seja, um incremento de R$ 790,8 milhões. Todo esse destaque fez com que Ponta Grossa fechasse o ano como a 4ª cidade que mais exportou no Paraná (atrás de Paranaguá, Maringá e Curitiba), com 6,8% das vendas exteriores do Estado, e a 37ª maior exportadora do Brasil.

PRODUTOS

A principal impulsionadora dessas exportações é a soja. O grão e seus derivados corresponderam a 78,8% de tudo o que foi comercializado pelas empresas da cidade para outros países. Entre eles, o farelo de soja totalizou R$ 4,86 bilhões, seguido pelo óleo de soja, que alcançou R$ 2,25 bilhões. Nunca se comercializou um valor tão alto desses produtos. Somando os R$ 238,5 milhões comercializados com a soja em grãos (mesmo que triturada), o ‘complexo soja’ somou R$ 7,35 bilhões.

Depois do complexo soja, o segundo produto mais exportado também bateu recorde de comercialização: as embalagens Tetra Pak, que contabilizaram R$ 658,52 milhões enviados a outros países. Na terceira colocação aparece painéis do tipo OSB, com R$ 254,7 milhões vendidos, ao passo que o quarto produto mais exportado que aparece na tabela são ácidos acíclicos e derivados, com R$ 254,7 milhões comercializados. Os caminhões, exportados pela DAF, aparecem pela primeira vez no ranking das exportações, e já ocupam a quinta colocação, totalizando um valor de R$ 158 milhões enviados a outros países.

DESTINOS

No total, Ponta Grossa vendeu produtos para 90 países. Entre os principais destinos, a Índia lidera, com R$ 1,17 bilhão, seguida pela Coreia do Sul, com R$ 1,02 bilhão. Outro país do oriente aparece na terceira colocação, a China, com R$ 657,6 milhões. Depois, aparece, três países europeus: a Franca (com R$ 471,5 milhões), a Polônia (R$ 465,04 milhões), e a Eslovênia, com R$ 409,9 milhões. O primeiro país latino-americano é a Colômbia, na 10ª colocação, para onde foram enviados R$ 338,5 milhões em produtos.

Superavit da balança comercial foi de R$ 4,76 bilhões

No sentido inverso, de importações, Ponta Grossa alcançou seu segundo maior valor histórico em 2022. No total, R$ 4,56 bilhões (US$ 865,8 mi) foram adquiridos em produtos, valor 5,6% inferior aos R$ 4,84 bilhões do ano passado. Os produtos mais comprados por empresas da cidade foram adubos (R$ 965,6 milhões), partes de veículos (R$ 511 milhões), garrafas de vidro (R$ 294,1 milhões), partes de motores (R$ 265,5 milhões) e soja (R$ 236,4 milhões). Com isso, Ponta Grossa fechou o ano com um superavit de R$ 4,76 bilhões na balança comercial, fruto de um saldo positivo de US$ 902,7 milhões. Somados os valores das importações e das exportações, Ponta Grossa registrou uma movimentação de R$ 13,9 bilhões em 2022.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE