PUBLICIDADE

Sebrae PR aproxima produtores com microcervejarias

Ação realizada durante o Festival da Cultura Cervejeira Artesanal conectou cervejeiros com produtos com IG ou típicos do estado

Ação realizada durante o Festival da Cultura Cervejeira Artesanal conectou cervejeiros com produtos com IG ou típicos do estado
Ação realizada durante o Festival da Cultura Cervejeira Artesanal conectou cervejeiros com produtos com IG ou típicos do estado -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Água purificada, malte e lúpulo. Estes são os três ingredientes básicos para produzir uma boa cerveja. Mas, e se adicionarmos o empreendedorismo e uma pitada de bons relacionamentos na receita? Nos dias 3 e 4 de setembro, aconteceu no Jockey Club do Paraná, em Curitiba, o Festival da Cultura Cervejeira Artesanal. O Sebrae Paraná marcou presença no evento com um estande de produtos regionais e com Indicação Geográfica (IG), que integram o Fórum Origens Paraná. O objetivo foi aproximar os produtores de cerveja com aqueles que produzem alimentos diferenciados, típicos do Paraná. 

“Neste evento, aproximamos os cervejeiros dos produtores regionais. Nossa ideia é que eles confraternizem e pensem, criem, inovem seus produtos e, quem sabe, produzam cervejas utilizando os produtos com Indicação Geográfica como ingredientes inusitados”, ilustrou a coordenadora estadual de Agronegócio do Sebrae Paraná, Maria Isabel Guimarães.

Representante da IG-Mathe, a associação gestora da Indicação Geográfica São Matheus, no sul do Paraná, Fernando Toppel, disse que experimentou chopp com gostinho da planta, mas cerveja, ainda não. 

“Para a produção de cerveja, ainda não temos parceiros. Se conseguirmos um bom negócio, será sensacional. Eu já vi cerveja que utiliza a erva-mate na receita. Mas, o chá-mate ainda não. Seria uma grande novidade para o público e, para nós, uma grande oportunidade de negócios”, avaliou Fernando. 

O produtor destacou os benefícios, após a Indicação Geográfica para a erva-mate de dos municípios do sul do Paraná, como visibilidade e novas oportunidades de negócios.

“A Indicação Geográfica foi um ganho gigantesco para nossa região. Em São Mateus do Sul, por exemplo, foi construída a Rua do Mate, entre outros benefícios, como investimentos na capacitação dos produtores. Tanto a cidade quanto os produtores ganharam, direta ou indiretamente, com a IG”, acrescentou. 

Durante o festival, organizado pela Associação das Microcervejarias do Paraná (Procerva) aconteceu um painel, direcionado aos produtores de cerveja com o tema “Cervejas artesanais paranaenses e produtos regionais de origem no Paraná”. O evento contou ainda com 300 rótulos, 260 torneiras de chopp, 44 cervejas artesanais e música ao vivo. 

O presidente da Procerva, Iron Mendes, destacou a importância do incentivo a novas ideias, novas receitas, e ao empreendedorismo com a presença do Sebrae no Festival da Cultura Cervejeira Artesanal. 

“O Sebrae, aqui no Paraná, sempre esteve muito próximo do segmento das microcervejarias. Há vários anos, o Sebrae organiza cursos, seminários, e apoia o segmento. Então, é importante para as microcervejarias ter o apoio técnico do Sebrae, que facilita o acesso destes empresários a informação de qualidade”, afirmou. 

De acordo com Iron, hoje a Procerva é a maior associação estadual de cervejarias do Brasil, com 51 empresas associadas. 

“O nosso Festival da Cultura Cervejeira Artesanal, que é promovido anualmente, é uma grande celebração da cultura cervejeira, onde nós apresentamos para o público o que há de melhor em qualidade e criatividade cervejeira no Paraná”, concluiu o presidente da Procerva, Iron Mendes.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE