PUBLICIDADE

Polícia conclui inquérito de morte misteriosa em PG

Os suspeitos foram indiciados pela prática de homicídio qualificado, crime com pena de até 30 anos de prisão.

Os suspeitos foram indiciados pela prática de homicídio qualificado, crime com pena de até 30 anos de prisão.
Os suspeitos foram indiciados pela prática de homicídio qualificado, crime com pena de até 30 anos de prisão. -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Autoridades policiais concluíram a investigação sobre a morte de Flávio Fernando Martins da Luz, 29 anos de idade. Ele foi morto em novembro de 2015, na Vila Cipa, em Ponta Grossa.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros na época, Flávio havia sido vítima de um disparo de arma de fogo. No entanto, chegando no local os socorristas encontraram o jovem já em óbito. Ao tentarem socorre-lo, os socorristas do Siate e médicos e enfermeiros do Samu encontraram indícios de que o jovem teria sido esfaqueado.

Segundo Fernando Jasinski, delegado da 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa, a vítima tentou fugir, contudo, foi perseguida por um dos agressores que continuou a agredi-la com socos e chutes, enquanto o segundo envolvido teria pego um veículo e atropelado a vítima. O veículo utilizado no crime foi localizado e apreendido pela Polícia Civil e estava sendo ocultado na casa da irmã do indiciado.

Através do trabalho pericial, concluiu-se que a vítima estava bebendo com amigos, ende teve uma discussão com dois dos presentes e passou a ser agredida e em seguida atropelada. Os suspeitos foram indiciados pela prática de homicídio qualificado, crime com pena de até 30 anos de prisão.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right