Aliel destaca recursos trazidos a PG para concorrer à reeleição

O deputado federal Aliel Machado Bark (PV) está no segundo mandato na Câmara Federal e busca, em outubro, a reeleição para dar continuidade aos trabalhos realizados em prol de Ponta Grossa e da região dos Campos Gerais.

Aliel foi o nono entrevistado da série com os pré-candidatos.
Aliel foi o nono entrevistado da série com os pré-candidatos. -

Marcus Benedetti

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O deputado federal Aliel Machado (PV) foi o nono entrevistado da série realizada pelo Grupo aRede/Jornal da Manhã. Durante a entrevista, o parlamentar deixou claro o desejo de continuar representando o município de Ponta Grossa e a região dos Campos Gerais e relembrou os diversos recursos trazidos para as áreas da educação, saúde, pavimentação e e entidades sociais do município.   

No segundo mandato na Câmara Federal, Aliel busca dar continuidade ao serviço prestado em prol da região. O pré-candidato valorizou a atuação que teve durante a pandemia, sendo o único deputado federal de Ponta Grossa ao longo desse período. No total, Aliel destinou mais de R$ 35 milhões para Ponta Grossa durante os dois mandatos. Além disso, o parlamentar destacou a necessidade de posicionamento e linhas de ações definidas para oferecer representatividade à população. Confira mais detalhes da entrevista com Aliel Machado Bark abaixo:

Quais foram as motivações para concorrer à reeleição na Câmara Federal?

Aliel Machado: É uma grande honra para mim ter tido a oportunidade de representar a cidade de Ponta Grossa e a região dos Campos Gerais por dois mandatos. A eleição é o momento do debate, momento de discutir sobre futuro, sobre projetos, ideais, propostas e é necessário participar da política. Eu sou assim, desde muito criança participei de movimentos sociais, de movimentos estudantis, de debates, enfim. Estive na Câmara de Vereadores, onde tive a o orgulho de presidi-la, e agora estou na Câmara Federal em um momento muito difícil para o nosso país, para todos que estão vivendo no meio dessa crise política e econômica. 

Então, para mim é uma honra, uma alegria ter participado dessas conquistas, ter representado a nossa cidade e estar hoje aqui como pré-candidato com aprovação unânime do Partido Verde em convenção para levar o meu nome  à disputa e colocá-lo à disposição.    

Como o senhor avalia e analisa o cenário local para a disputa à Câmara Federal neste ano?

Aliel Machado: Vejo que é um cenário polarizado, com muitas pré-candidaturas, mas não são todas as candidaturas viáveis do ponto de vista político. Isso porque existe a questão do partido, da legenda, da questão da eleição, da possibilidade de eleição. E, também, existem os pré-candidatos que conseguirão levar suas candidaturas até o fim, porque existe a necessidade de aprovação, de homologação. Então, entra nessa questão aquelas pessoas que devem para a justiça, que não te m a ficha limpa, quem não tem condições de disputar as eleições. Registrar as candidaturas, todos podem fazer, mas a homologação depende dessa análise. 

Então, o quadro ficará mais claro depois de todos os questionamentos serem superados. Eu vejo que é importante o debate, acho que existem candidaturas de todos os campos políticos, que representam as ideias das pessoas. É natural que existam ideias diferentes, isso é até importante que tenha para que as pessoas possam escolher aquilo que  realmente representa o seu anseio enquanto cidadão. É importante que se tenha essa diferença. Um dia eu passei por uma situação de uma pessoa muito rica e importante que me disse: ‘Olha, você é um rapaz honesto, preparado, mas eu votei em você e não voto mais, porque não concordei com uma votação lá em Brasília’. Na sequência, eu respondi: ‘Agradeço tua sinceridade. Você está correto em votar em mim porque eu não te represento’. Então, quem representa você na política? É importante as pessoas não errarem. Porque, muitas vezes, acabam votando em políticos que não os representa. Honestidade, transparência, isso é tudo obrigação. Porém, posicionamento, linha de atuação, maneira de se postar, cada um defende uma linha. É importante que as pessoas tenham essas consciência. de elegeram pessoas que as representem.  

Durante teus dois mandatos o senhor destinou  mais de R$ 35 milhões para Ponta Grossa. A busca pela reeleição também é uma tentativa de dar continuidade a esse trabalho que vem sendo realizado?

Aliel Machado: Ponta Grossa ficou muitos anos sem ter um deputado federal. Neste mandato, fui o único deputado federal de Ponta Grossa a eleger o mandato. O Sandro se licenciou para virar secretário e eu fiquei representando a cidade em Brasília no momento mais difícil, talvez, desde a redemocratização, porque pegamos uma pandemia sem precedentes. Durante a pandemia, medidas emergenciais foram necessárias e a representação política faz a diferença. Este meu último mandato foi o mandato que, no meio da pandemia, conseguiu viabilizar novos leitos e vagas de UTI liberando o cadastramento no Ministério da Saúde. O nosso mandato, no meio da pandemia, inaugurou um novo prédio do Hospital Universitário, que atendeu mais de 11 mil pessoas em menos de 1 ano. O nosso mandato, no meio da pandemia, conseguiu os respiradores para a UPA e para o Hospital Universitário que salvaram a vida de muitas pessoas. Isso é um símbolo da importância de se ter representação política. Participamos de representações importantes. 

Além de muitos recursos. Os recursos e emendas são muitos importantes. O  nosso mandato é o que mais trouxe recursos para Ponta Grossa de maneira  oficial. Não é recurso de carona em programas de governo. Em 2022, o nosso mandato trouxe mais de R$ 5 milhões em recursos de custeio para a  saúde de Ponta Grossa. Isso é devolver aquilo que é de direito das pessoas. Isso não é discurso. É trabalho entregue para a cidade de Ponta Grossa. Temos uma eleição viável, possível. Por isso, agora vamos conversar com as pessoas, prestar contas e mostrar o que fizemos. 

Como o senhor encara um possível favoritismo para as eleições deste ano, citado até por outros pré-candidatos que participaram da série?

Aliel Machado: A minha trajetória política não é construída dentro de um núcleo familiar. A minha trajetória não é constituída em cima de grupos políticos tradicionais da cidade. Temos uma história e me orgulho de dizer que tenho a ficha limpa, que tenho serviço prestado à comunidade. Na última eleição, fui votado em 356 municípios do Paraná e recebi mias de 70 mil votos fora de Ponta Grossa. Ou seja, é o reconhecimento de um trabalho por ter posicionamento, algo que não abro mão, por não ser oportunistas, porque muitos ficam se enquadrando ao momento para se dar bem e por ter serviço prestado. 

Não tenho rádio, não tenho televisão, não tenho meios de comunicação como todos os outros deputados de Ponta Grossa tem. Sou o único que não tem. Tenho orgulho dessa trajetória e as pessoas conhecem nossa postura. Esse reconhecimento é motivo de alegria e orgulho, não somente para mim, mas também para as pessoas que acompanham o nosso trabalho e que sabem do nosso serviço prestado

Conteúdo de marca

Quero divulgar right