Empresários de PG são vítimas de golpe milionário

Golpe teria sido organizado pelo chefe de uma quadrilha que atua em Santa Catarina

Golpe teria sido organizado pelo chefe de uma quadrilha que atua em Santa Catarina
Golpe teria sido organizado pelo chefe de uma quadrilha que atua em Santa Catarina -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Golpe teria sido organizado pelo chefe de uma quadrilha que atua em Santa Catarina

O advogado Fernando Madureira solicitou a instauração de inquérito policial junto a Delegacia Regional de Polícia da Cidade de Camboriú (SC) para apurar uma fraude milionária que pode envolver um grande número de vítimas. Duas delas são de Ponta Grossa.

Segundo Madureira, o golpe teria sido organizado por uma quadrilha da qual o chefe é um empresário que reside em Balneário Camboriú. Conforme a denúncia, o responsável pela organização ilude as vítimas afirmando ser um investidor e operador do mercado financeiro e que garante alta remuneração em investimentos. Entretanto, após se apropriar do dinheiro, ele apresenta evasivas e as vítimas não conseguem receber o capital ‘investido’. 

De acordo com Madureira, a empresa não atende mais no endereço indicado.  O advogado ainda relatou que o empresário já responde a processos na Justiça em diversos estados como Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, e outros. Embora o suposto chefe da quadrilha resida em um condomínio de luxo em Balneário Camboriú e faça postagens nas redes sociais como proprietário de lanchas e helicóptero, não possui qualquer bem em seu nome, sendo sua aparente fortuna fruto de estelionato.

O criminalista informou que somente para as vítimas que representa, o prejuízo é de aproximadamente R$ 900 mil reais e, ao que tudo indica, trata-se de esquema de ‘pirâmide financeira’. Madureira disse que deve ter um grande número de vítimas que foram ludibriadas pelo empresário, as quais precisam procurar a 29ª Delegacia Regional de Polícia de Balneário Camboriú (SC) para registrarem Boletim de Ocorrência.