Vereadora apresenta denúncia ao MP sobre UPA Santa Paula

O pedido de abertura de inquérito civil público acontece em razão do risco de vida dos pacientes que estão no ambiente hospitalar.

Nesta terça (15), local parou de receber novos pacientes.
Nesta terça (15), local parou de receber novos pacientes. -

Rodolpho Bowens

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O pedido de abertura de inquérito civil público acontece em razão do risco de vida dos pacientes que estão no ambiente hospitalar

Por conta da situação crítica na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Santa Paula, a vereadora ponta-grossense Joceméuri Corá Canto (PSC), mais conhecida como ‘Joce Canto’, apresentou uma denúncia ao Ministério Público contra a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG), na última quinta-feira (10). O pedido de abertura de inquérito civil público acontece em razão do risco de vida dos pacientes que estão no ambiente hospitalar.

No documento apresentado pela parlamentar, é indicada a situação da “quebra” de um compressor de ar, o qual ajuda as pessoas que estão contaminadas com covid-19. Além disso, Joce cita “que faltam médicos para a demanda existente na unidade e que tal ponto é do conhecimento do administrativo da unidade”. A acusação dela é embasada em uma denúncia que teria recebido via aplicativo WhatsApp, de um servidor público que preferiu não se identificar.

Além disso, a vereadora faz análise temporal sobre a denúncia apresentada pelo servidor, com uma matéria jornalística publicada por um portal de notícias da cidade de Ponta Grossa, a qual traz uma nota da Fundação Municipal de Saúde (FMS) sobre a situação na UPA. “Posto isso, mesmo não havendo maiores (sic) acerca do ocorrido, a necessidade de se apurar os fatos o é incontestável, já que tratamos do direito difuso à saúde e à vida”, finaliza Joce.

UPA não recebe pacientes

Nesta terça-feira (15), o Instituto de Saúde e Cidadania, gestor da UPA Santa Paula, emitiu um comunicado falando sobre a suspensão de serviços. A alegação é a demanda acima da capacidade técnica. “No momento estamos sem condições de receber novos pacientes”, diz a nota. Mais informações sobre a situação clique aqui.

Assuntos semelhantes:

UPA emite carta pública e reafirma situação crítica em PG.

UPA Santa Paula passa a produzir seu próprio oxigênio.

Ponta Grossa corre risco de ficar sem oxigênio e remédios.