Crônicas dos Campos Gerais: ‘O xixi do imperador’

Texto de autoria de Rogério Geraldo Lima, empresário, redator e radialista, Palmeira, produzido no âmbito do projeto Crônica dos Campos Gerais da Academia de Letras dos Campos Gerais


O xixi do imperador

O imperador D. Pedro II visitou a Província do Paraná em 1880. Sua Alteza e a imperatriz Tereza Cristina desembarcaram em Paranaguá. Depois foram a Antonina e Morretes antes de subir a serra rumo a Curitiba. Da capital, a comitiva imperial seguiu para Campo Largo. Mas, é depois de completar a subida da Serra de São Luiz do Purunã, nos contrafortes da Escarpa Devoniana, já nos Campos Gerais, que começa a parte mais deslumbrante da visita do imperador à Província.

Mês de maio, outono chuvoso, neblina suspensa e a lama atolando rodados das carruagens. Nas cabines, imperador e imperatriz, bem como demais nobres da comitiva, vestiam seus camisolões brancos de algodão a fim de evitar respingos em seus trajes. Vez por outra, estimulados pelos solavancos das estradas, as paradas serviam para um salutar esticar de pernas e um alívio para as bexigas, nobres e plebeias. Dias após ler sobre a visita do imperador, ouvia Trilhos urbanos, música de Caetano Veloso, quando ele canta: “No cais de Araújo Pinho / Tamarindeirinho / Nunca me esqueci / Onde o imperador fez xixi...”.

Indaguei meus cadarços do tênis: ─ Onde o imperador fez xixi aqui, nos Campos Gerais?

Com o mapa em mãos, fui traçando com a ponta dos dedos o trajeto da comitiva pelas antigas estradas da Província. De Campo Largo até a localidade de Tamanduá, a possibilidade era de a parada ter sido próxima à antiga capela. Porém, o imperador profanaria as cercanias do templo religioso, mesmo com sua urina real? Talvez a primeira parada para o alívio dos membros da comitiva tenha sido nas imediações da portentosa ponte de pedra sobre o rio dos Papagaios, local mais aprazível para Sua Alteza desfazer- se do líquido retido na bexiga.

Meu dedo correu o mapa, tocando em pontos prováveis nos quais o imperador poderia ter feito xixi. Na passagem do rio Tibagi entre Palmeira e Ponta Grossa? Antes ou depois de cruzar o rio Pitangui, entre Ponta Grossa e Carambeí? Logo após a recepção em Castro, nas proximidades da Chácara Bailly? Na ida à Lapa, na passagem da corredeira do Caiacanga, em Porto Amazonas?

Nenhum registro nos diários de viagem, nenhuma plaquinha indicativa. A dúvida e a decepção remetem a questionamentos outros, embora ainda fisiológicos, sobre os alívios de Sua Alteza. Não fosse pela profusão do banal xixi, aqui e ali, com o devido perdão à escatologia, os locais em que o cocô imperial foi ao solo mereceriam ou não placas de identificação para a visitação pública como atrativos dos Campos Gerais?

Confira a Coluna RC desta quarta-feira (26-05)

Confira a Coluna RC desta quarta-feira (26-05)...

Confira seu horóscopo para esta quarta-feira (26/05)

Confira seu horóscopo para esta quarta-feira (26/05)...

Secretário apresenta balanço financeiro do Estado na Alep

Secretário apresenta balanço financeiro do Estado na Alep...

Comitê de Emergência pode determinar novo lockdown

Comitê de Emergência pode determinar novo lockdown...

Paraná aplicou 1ª dose da vacina em quase 50% do grupo prioritário

Paraná aplicou 1ª dose da vacina em quase 50% do grupo prioritário...

UEPG divulga nesta sexta resultados do Vestibular e PSS

UEPG divulga nesta sexta resultados do Vestibular e PSS...

Ratinho aumenta restrições em novo decreto estadual

Ratinho aumenta restrições em novo decreto estadual...

Câmara discute a nomeação de ruas de Ponta Grossa

Câmara discute a nomeação de ruas de Ponta Grossa...

Sindicato e Sesc ofertam curso gratuito

Sindicato e Sesc ofertam curso gratuito...

CBF altera local do jogo entre Operário e Guarani

CBF altera local do jogo entre Operário e Guarani...

A crise da covid pode forçar novo lockdown

A crise da covid pode forçar novo lockdown...

Capa da edição desta quarta-feira (26/05/2021) do JM

Capa da edição desta quarta-feira (26/05/2021) do JM...

CCR RodoNorte inicia manutenção em viaduto da BR 277

CCR RodoNorte inicia manutenção em viaduto da BR 277...

Impacto da participação dos pais na vida escolar das crianças

Impacto da participação dos pais na vida escolar das crianças...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS