Caravana da Cultura leva história regional para alunos

São espetáculos com declamação de poesia, música autoral e teatro de fantoche que contribuem para o conhecimento e valorização da cultura paranaense


As lendas, a cultura e a história do Paraná chegam de forma diferente às crianças de sete escolas públicas de Ponta Grossa. O grupo Caravana da Cultura realiza apresentações artísticas juntando diversas linguagens culturais para abordar de forma lúdica e educativa as riquezas culturais e tradicionais do estado. 

As ações fazem parte do projeto “Caravana da Cultura – Cantando e Contando Lendas – Música, Histórias e Poesia”, aprovado no PROMIFIC – Programa Municipal de Incentivo Fiscal à Cultura, com patrocínio da Sicredi e do Instituto Vida Prestes e produção da ABC Projetos Culturais. A iniciativa é do professor, escritor e músico Silvestre Alves, e das professoras e escritoras Marivete Souta e Dione Navarro. 

Misturando cultura e educação, os artistas levam declamação de poesias, teatro de fantoches e música de forma itinerante a estudantes que aprendem sobre o folclore paranaense, o tropeirismo e a valorização da natureza. Os espetáculos proporcionam o contato com as raízes da cultura tradicional do estado, o conhecimento da história do Paraná e a divulgação de características que fazem parte da identidade paranaense.

“Mesclamos o folclore ao mundo do tropeiro, visto que esses importantes personagens da nossa história, além de contribuírem com o processo econômico e cultural brasileiro, eram pessoas que costumavam contar muitos causos do mundo imaginário”, comenta Silvestre Alves completando que a ação estimula a cognição e a capacidade de abstração, bem como incentiva o apreço pela leitura, para o mundo ficcional e para criatividade.

O Colégio Estadual Santa Maria já recebeu a apresentação no dia 13. As próximas escolas que recepcionarão a Caravana são a Escola Estadual do Campo de Vila Velha e a Escola Estadual Espírito Santo nesta segunda, dia 20. No dia 27 será a vez do Colégio Estadual Francisco Pires Machado e da Escola CAIC. No dia 04 de outubro se encerram as atividades com apresentações no Colégio Estadual Nossa Senhora da Glória e na Escola Estadual Monteiro Lobato.

A apresentação

Chiquinho D’Almebebe, menino tipicamente paranaense, protagonista da coleção de livros infantis de Marivete Souta, é o boneco de fantoche que guia a apresentação interagindo com o Palhaço Cambalhota, interpretado por Dione Navarro, que declama versos de poesias. O menino-boneco também conversa com o violonista e cantor Silvestre Alves, compositor nativista que musicaliza as lendas do Paraná e o Tropeirismo no nosso estado.

Para a escritora e manipuladora do boneco Chiquinho, Marivete Souta, a importância de trazer a história e cultura paranaense por meio de personagens e canções com identidade do estado é a valorização das raízes. “Conhecendo a sua cultura, a cultura regional os estudantes vão se sentir pertencentes a essa região”, afirma Marivete Souta.

Além de levar cultura de forma gratuita às crianças das escolas públicas, as apresentações proporcionam o contato pessoal de alunos com escritores, o que para muitos parece ser algo inacessível. Ao final do espetáculo, os escritores interagem com as crianças proporcionando a aproximação do autor com o leitor. 

 

História do grupo

Os três professores que formam o grupo viram a necessidade de incorporar a cultura sob muitos olhares no processo ensino-aprendizagem. Por reconhecerem a importância de uma educação multicultural como aliada na formação integral do aluno é que Silvestre Alves, Marivete Souta e Dione Navarro formaram a Caravana da Cultura. 

“Sentimos que poderíamos unir nossas produções literárias e artísticas e através do teatro, música e poesia trazer aos alunos além do entretenimento conscientização sobre preservação do meio ambiente, lendas do Paraná e incentivo à poesia”, comenta Dione Navarro. Com essa proposta, já realizaram apresentações em quase uma centena de escolas.

As lendas, a cultura e a história do Paraná chegam de forma diferente às crianças de sete escolas públicas de Ponta Grossa. O grupo Caravana da Cultura realiza apresentações artísticas juntando diversas linguagens culturais para abordar de forma lúdica e educativa as riquezas culturais e tradicionais do estado. 

As ações fazem parte do projeto “Caravana da Cultura – Cantando e Contando Lendas – Música, Histórias e Poesia”, aprovado no PROMIFIC – Programa Municipal de Incentivo Fiscal à Cultura, com patrocínio da Sicredi e do Instituto Vida Prestes e produção da ABC Projetos Culturais. A iniciativa é do professor, escritor e músico Silvestre Alves, e das professoras e escritoras Marivete Souta e Dione Navarro. 

Misturando cultura e educação, os artistas levam declamação de poesias, teatro de fantoches e música de forma itinerante a estudantes que aprendem sobre o folclore paranaense, o tropeirismo e a valorização da natureza. Os espetáculos proporcionam o contato com as raízes da cultura tradicional do estado, o conhecimento da história do Paraná e a divulgação de características que fazem parte da identidade paranaense.

“Mesclamos o folclore ao mundo do tropeiro, visto que esses importantes personagens da nossa história, além de contribuírem com o processo econômico e cultural brasileiro, eram pessoas que costumavam contar muitos causos do mundo imaginário”, comenta Silvestre Alves completando que a ação estimula a cognição e a capacidade de abstração, bem como incentiva o apreço pela leitura, para o mundo ficcional e para criatividade.

O Colégio Estadual Santa Maria já recebeu a apresentação no dia 13. As próximas escolas que recepcionarão a Caravana são a Escola Estadual do Campo de Vila Velha e a Escola Estadual Espírito Santo nesta segunda, dia 20. No dia 27 será a vez do Colégio Estadual Francisco Pires Machado e da Escola CAIC. No dia 04 de outubro se encerram as atividades com apresentações no Colégio Estadual Nossa Senhora da Glória e na Escola Estadual Monteiro Lobato.

A apresentação

Chiquinho D’Almebebe, menino tipicamente paranaense, protagonista da coleção de livros infantis de Marivete Souta, é o boneco de fantoche que guia a apresentação interagindo com o Palhaço Cambalhota, interpretado por Dione Navarro, que declama versos de poesias. O menino-boneco também conversa com o violonista e cantor Silvestre Alves, compositor nativista que musicaliza as lendas do Paraná e o Tropeirismo no nosso estado.

Para a escritora e manipuladora do boneco Chiquinho, Marivete Souta, a importância de trazer a história e cultura paranaense por meio de personagens e canções com identidade do estado é a valorização das raízes. “Conhecendo a sua cultura, a cultura regional os estudantes vão se sentir pertencentes a essa região”, afirma Marivete Souta.

Além de levar cultura de forma gratuita às crianças das escolas públicas, as apresentações proporcionam o contato pessoal de alunos com escritores, o que para muitos parece ser algo inacessível. Ao final do espetáculo, os escritores interagem com as crianças proporcionando a aproximação do autor com o leitor. 

 

História do grupo

Os três professores que formam o grupo viram a necessidade de incorporar a cultura sob muitos olhares no processo ensino-aprendizagem. Por reconhecerem a importância de uma educação multicultural como aliada na formação integral do aluno é que Silvestre Alves, Marivete Souta e Dione Navarro formaram a Caravana da Cultura. 

“Sentimos que poderíamos unir nossas produções literárias e artísticas e através do teatro, música e poesia trazer aos alunos além do entretenimento conscientização sobre preservação do meio ambiente, lendas do Paraná e incentivo à poesia”, comenta Dione Navarro. Com essa proposta, já realizaram apresentações em quase uma centena de escolas.

Cantor ponta-grossense lança nova música

Cantor ponta-grossense lança nova música ...

Confira 3 dicas para fazer intercâmbio na Holanda

Confira 3 dicas para fazer intercâmbio na Holanda ...

Mesmo fora da onda de calor, PR terá dias quentes

Mesmo fora da onda de calor, PR terá dias quentes ...

Jovem executado em casa nesta sexta é identificado

Jovem executado em casa nesta sexta é identificado ...

PG vai vacinar 35 mil crianças contra a covid-19 em PG

PG vai vacinar 35 mil crianças contra a covid-19 em PG ...

PG tem aumento de 60% nos testes do coronavírus

PG tem aumento de 60% nos testes do coronavírus ...

MM auxilia ciclista que percorre o mundo sobre duas rodas

MM auxilia ciclista que percorre o mundo sobre duas rodas ...

Alta no diesel pressiona valor da tarifa no transporte público

Alta no diesel pressiona valor da tarifa no transporte público ...

Árbitros de PG contam sobre 'perrengues' nos gramados

Árbitros de PG contam sobre 'perrengues' nos gramados ...

ANTT informa TCU sobre riscos em novo contrato do pedágio

ANTT informa TCU sobre riscos em novo contrato do pedágio ...

Paranaprevidência encerra 2021 com R$ 7,2 bilhões em ativos

Paranaprevidência encerra 2021 com R$ 7,2 bilhões em ativos ...

O que fazer na saúde para termos um 2022 mais tranquilo?

O que fazer na saúde para termos um 2022 mais tranquilo? ...

Malha ferroviária do PR fomenta aportes da Bunge e Cargill

Malha ferroviária do PR fomenta aportes da Bunge e Cargill ...

Arapoti entrega obras de pavimentação nos bairros

Arapoti entrega obras de pavimentação nos bairros ...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

REDES SOCIAIS