PUBLICIDADE

Atleta de PG fala sobre título inédito no Paranaense de Futsal

Emerson Alves, ala da ACEL Chopinzinho, destacou as raízes e a formação em Ponta Grossa; jogador é o capitão do time campeão

VÍDEO
null | Autor: Divulgação

Sebastião Neto

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A principal decisão do futsal paranaense em 2022 terminou com um ponta-grossense levantando a taça de campeão. Vestindo a camisa da ACEL Chopinzinho, equipe da região Sudoeste, o ala Emerson Alves liderou o time na conquista inédita da Chave Ouro do Estadual: o título veio após o empate em 4 a 4 contra o Cascavel, atual campeão da Libertadores, no último sábado (10). Na manhã desta terça-feira (13), o jogador de 37 anos conversou com o portal aRede sobre a conquista. Clique no player acima e confira o bate-papo com o ponta-grossense.

“Joguei por várias equipes na minha carreira, fixei raízes em diversas cidades, mas sempre me orgulho em dizer que sou de Ponta Grossa e meu início de formação como atleta profissional foi na minha cidade natal”, disse Emerson, que teve sua primeira oportunidade em uma equipe adulta há 20 anos, quando ainda era da categoria sub-17, vestindo a camisa do Clube Verde.

Depois de se destacar no ‘Verde’, Emerson seguiu a carreira e passou por diversos clubes do futsal paranaense e do Sul do Brasil, inclusive se tornando ídolo e um dos maiores artilheiros da história do Marreco Futsal, de Francisco Beltrão. Nesta longa trajetória, o ala chegou a retornar para a cidade no meio da década passada, quando vestiu a camisa do extinto Keima Futsal.

Em 2021, o ponta-grossense chegou a ACEL Chopinzinho, que vinha do título da Chave Prata, divisão de acesso do futsal paranaense. “Estou há duas temporadas aqui, iremos para a terceiro ano que vem, e tenho muito orgulho em representar este clube e inspirar os mais jovens, seguir jogando e conquistando títulos neste esporte maravilhoso”, disse o camisa 77 campeão estadual.

A campanha

Mesmo com sete equipes paranaense na Liga Nacional, o campeonato brasileiro da modalidade, Chopinzinho mostrou desde o início da Chave Ouro que queria o título. Na 1ª fase, a ACEL terminou na primeira colocação geral e ganhou o direito de decidir em casa os jogos decisivos dos mata-matas; nas quartas-de-final, Emerson e seus companheiros derrubaram o Pato Futsal, atual campeão da Copa do Brasil e bicampeão da Liga Nacional, enquanto na semifinal a classificação veio sobre o Operário Laranjeiras.

Na final, o multicampeão Cascavel ficou para trás: vitória de 4 a 2 no Ginásio da Neva, em Cascavel, e o empate em 4 a 4 em Chopinzinho garantiu o título. Além de atuar em boa parte da campanha e ser o capitão da ACEL, Emerson ainda marcou 11 gols, sendo o vice-artilheiro da equipe na Chave Ouro.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE