Sandro Forner assume o comando do Operário

Com o auxílio do ex-lateral esquerdo Peixoto, a dupla que comanda o time sub-20 estará na beira do campo contra o Tombense

Com o auxílio do ex-lateral esquerdo Peixoto, a dupla que comanda o time sub-20 estará na beira do campo contra o Tombense
Com o auxílio do ex-lateral esquerdo Peixoto, a dupla que comanda o time sub-20 estará na beira do campo contra o Tombense -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Com o auxílio do ex-lateral esquerdo Peixoto, a dupla que comanda o time sub-20 estará na beira do campo contra o Tombense

A assessoria de imprensa do Operário Ferroviário informou na tarde desta quinta-feira (21) quem será o substituto interino para comandar o time na partida da próxima segunda (25), às 19 horas, em Germano Krüger, contra a Tombense, pela 20ªrodada da Série B. O técnico será Sandro Forner com o auxiliar Rafael Peixoto. Ambos fazem parte da comissão técnica do elenco Sub-20 do Alvinegro de Vila Oficinas.

A medida emergencial se dá após a demissão de Claudinei Oliveira, após a derrota para o Novohorizontino, por 2 a 1, na noite da quarta-feira (20). Claudinei deixou o comando do Alvinegro com 20 pontos, na 15ª colocação e a pior campanha do primeiro turno, desde o retorno do clube à Série B, em 2019.

Pior primeiro turno desde o retorno à Série B

Além da fase negativa, o Operário amarga a pior colocação e pontuação do primeiro turno desde o retorno à Série B, em 2019. Com 20 pontos conquistados e estando na 15ª colocação, o time de Vila Oficinas entra pela primeira vez para o segundo turno da competição com chances reais de entrar na zona de rebaixamento.

No retorno a Série B, em 2019, o Fantasma terminou o primeiro turno na 6ª posição, com 28 pontos. Na época, o time era comandado por Gerson Gusmão. Em 2020, o Operário terminou o primeiro turno na 12ª colocação, com 23 pontos. O elenco era comandado pelo recém contratado Mateus Costa. No ano passado, o Alvinegro obteve a melhor pontuação no primeiro turno, terminando em 9º colocado, com 29 pontos. O time daquela época ainda era comandado por Mateus Costa.

Quem é Sandro Forner e Peixoto

Sandro atuou no Coritiba entre 1997 e 1999. Jogou no Fluminense em 1999 e 2000, sendo Campeão da Série C no primeiro ano. Em dezembro de 2017 foi promovido a treinador do Coritiba. Foi campeão da Taça Dionísio Filho e Vice-Campeão Paranaense em 2018. No mesmo ano, foi contratado pelo São Paulo para ser auxiliar técnico de André Jardine para a temporada de 2019. Também possui passagens no comando técnico do Maringá e Sub-19 da Ponte Preta.

O ex-lateral esquerdo Peixoto fez 125 jogos pelo Fantasma e participou de acessos e dos títulos de Campeão Paranaense 2015, Campeão Brasileiro da Série D 2017 e Série C 2018 e Campeão Paranaense da Segunda Divisão 2018, marcando seu nome na história alvinegra. Cursando Educação Física na UNIFCV e Direito na Unopar, possui curso na Formação de Categorias de Base no Futebol na Universidade Tuiuti do Paraná.