CBF altera horário de jogo do Operário e revolta torcedores

Partida entre Fantasma e Sport teve antecipação de dia e horário, dificultando a vida do torcedor que trabalha em horário comercial

Partida entre Fantasma e Sport teve antecipação de dia e horário, dificultando a vida do torcedor que trabalha em horário comercial
Partida entre Fantasma e Sport teve antecipação de dia e horário, dificultando a vida do torcedor que trabalha em horário comercial -

Sebastião Neto

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Partida entre Fantasma e Sport teve antecipação de dia e horário, dificultando a vida do torcedor que trabalha em horário comercial

Enquanto o elenco do Operário Ferroviário está com foco no duelo desta sexta-feira (01) contra o Brusque, pela 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, a torcida alvinegra está atenta às mudanças na tabela da competição promovida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). E uma delas, em especial, desagradou e muito o torcedor do Fantasma: a CBF mudou o jogo da 17ª rodada, entre Operário e Sport Recife, do dia 15 de julho (sexta-feira) para o dia anterior, mudando também o horário do duelo no Estádio Germano Krüger: das 19h para as 18 horas.

De acordo com a CBF, a mudança foi feita por conta de “ajuste de tabela por questões logísticas, com a concordância da detentora de direitos”, o que aumentou ainda mais a revolta dos torcedores nas redes sociais e aplicativos de mensagem. A insatisfação tem dois motivos: o primeiro é o horário do jogo, que dificulta especialmente os torcedores que trabalham em horário comercial e ainda não havia sido adotado durante a Série B, e também um suposto ‘privilégio’ ao Sport, já que o time pernambucano entrará em campo na segunda-feira seguinte (18/07).

“Operário pode jogar no Rio na sexta e segunda aqui, mas o Sport não pode”, ressalta uma mensagem de torcedor, lembrando da sequência de partidas do Fantasma contra Vasco e Chapecoense. “Desde o começo do campeonato nunca teve jogo às 18 horas em dia de semana, estão querendo prejudicar o nosso Fantasma”, disse outro torcedor. Pelo Twitter, outro torcedor comentou: “Operário x Sport 18 horas de uma quinta-feira é para proibir a galera de ir no estádio”.

A diretoria do Operário Ferroviário teria procurado a CBF para deixar claro que não está de acordo com a mudança, pedindo para que a partida volte ao horário original, mas não obteve resposta.

Protestos contra a CBF

Não é a primeira reclamação oficial do Operário para a entidade máxima do futebol brasileiro nesta semana: na última segunda-feira (27), a diretoria alvinegra enviou uma manifestação junto à Comissão de Arbitragem, segundo o Fantasma, “relatando vários lances capitais em que o Operário foi prejudicado por má aplicação ou interpretação não isonômica da regra do jogo pela equipe de arbitragem no Campeonato Brasileiro Série B 2022”.

Ainda de acordo com comunicado enviado pelo clube, “esta manifestação visa mostrar a preocupação do Operário com a arbitragem brasileira, cujos atos falhos reiterados atrapalham o espetáculo e, consequentemente, o planejamento dos clubes. Acreditando que o resultado dos jogos deve ser decidido única e exclusivamente pela performance das equipes, sem qualquer tipo de interferência externa, bem como, que se faz necessário o aperfeiçoamento do quadro de arbitragem, o Operário pede providências junto ao referido órgão”, disse.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right