PUBLICIDADE

Moradores invadem casa e acusam mulher de difamar vizinhos na internet

Caso aconteceu no bairro de Cosmos. Ela teve que sair de casa escoltada pela PM. Dona de casa afirma que não é a criadora do perfil e que, inclusive, já foi exposta nele.

Moradores que atribuíram postagens de perfil de fofoca em rede social tentaram invadir casa em Cosmos, no Rio de Janeiro
Moradores que atribuíram postagens de perfil de fofoca em rede social tentaram invadir casa em Cosmos, no Rio de Janeiro -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Dezenas de pessoas tentaram invadir a casa de uma mulher em Santa Margarida, no bairro de Cosmos, na Zona Oeste do Rio, para agredir uma jovem na tarde de quinta-feira (15). O motivo seriam postagens de um perfil em uma rede social criado para difamar os moradores. A população achou que ela fosse a responsável e foi ao local para tirar satisfação. A jovem só conseguiu sair de casa escoltada por agentes do 40º Batalhão (Campo Grande) da Polícia Militar.

O perfil que revoltou os moradores e foi atribuído a ela falava sobre fofocas, como traições conjugais.

A dona de casa Iany Cabral Gitahy, de 28 anos, afirma que não é a criadora do perfil e que, inclusive, já foi exposta nele.

"Eu não sei quem fez. Não sei quem fez, quem não fez. Só sei que eu não fiz", disse a moradora.

Iany afirmou ainda que o portão da casa onde vive foi quebrado e que um dos filhos passou mal por causa da confusão.

"Criaram uma página no Instagram falando mal do pessoal do meu bairro, né? Inclusive, falaram de mim também, mas não coisas tão pesadas como falaram de todo mundo do bairro. Foram à casa de uma menina que eles estavam achando que era também. Depois, surgiu o meu nome. A partir desse momento, que surgiu meu nome, foram na minha casa", disse a moradora.

Ela detalhou os momentos de terror que viveu.

"Chegaram lá dois meninos com uma menina no carro, pedindo para eu sair. Quando eu saí, eu falei: ‘Pode vir aqui para poder ver meu telefone’. Eles pegaram meu telefone, quebraram meu portão. O meu filho desmaiou. Minha mãe passou mal. Eu tive que ficar na casa do vizinho", contou.

A moradora foi encaminhada para a 35ª DP (Campo Grande), onde registrou a ocorrência.

"As pessoas têm que ter muito cuidado com a rede social. Com o que posta, com o que fazem porque prejudica pessoas que não têm nada a ver com isso."

A mãe de Iany ainda está assustada com o que aconteceu.

Deram ordem para entrar dentro da minha casa. Quebrar tudo. Matar a minha filha por uma postagem que ela não fez", disse.

Leia mais em G1

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE