PUBLICIDADE

Bolsonaro chama Lula de 'pinguço' e diz que 'queria estar na praia'; assista

Presidente afirmou que só concorre à reeleição ao Palácio do Planalto para, segundo ele, evitar a volta de 'quadrilha de incompetentes' ao governo

Presidente afirmou que só concorre à reeleição ao Palácio do Planalto para, segundo ele, evitar a volta de 'quadrilha de incompetentes' ao governo
Presidente afirmou que só concorre à reeleição ao Palácio do Planalto para, segundo ele, evitar a volta de 'quadrilha de incompetentes' ao governo -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O presidente Jair Bolsonaro (PL) se irritou durante entrevista coletiva no Palácio da Alvorada, nesta sexta-feira (7/10), ao falar sobre Luiz Inácio Lula da Silva (PT), seu adversário na disputa pela Presidência da República.

Bolsonaro chamou o petista de 'pinguço' e disse que concorre à reeleição para evitar a volta do que chamou de 'quadrilha de incompetentes', referindo-se aos supostos futuros ministros de Lula.

"Se vocês botarem um 'pinguço' para dirigir o Brasil, um cara sem qualquer responsabilidade, que tem um rastro de corrupção, de deboche para com a família brasileira, de ataques a padres e pastores, às forças armadas, aos policiais, vocês acham que vai dar certo?".

Ao lado do apresentador José Luiz Datena, Bolsonaro pediu que os presentes fizessem uma comparação entre seus ministros e os de Lula em um eventual mandato do petista.

"Ele não fala quem vai ser, não diz quem vai ser. Vai trazer essa quadrilha de incompetentes para comandar o Brasil. Não vai dar certo", frisou o presidente, após citar nomes como José Dirceu, Gleisi Hoffmann e Dilma Rousseff.

Em seguida, o chefe do Executivo afirma que não luta por ele, e sim pelo Brasil. "Queria estar na praia uma hora dessas, tomando um caldo de cana com a minha filha Laura, que tem semanas que não a vejo. Mas faço isso pelo futuro do meu Brasil".

Informações do Estado de Minas

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE