Moacyr Fadel e Ratinho Junior discutem pautas municipalistas

Pré-candidato à Assembleia Legislativa esteve reunido com o governador nesta segunda-feira (18)

Pré-candidato à Assembleia Legislativa esteve reunido com o governador nesta segunda-feira (18)
Pré-candidato à Assembleia Legislativa esteve reunido com o governador nesta segunda-feira (18) -

Allyson Santos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Pré-candidato à Assembleia Legislativa esteve reunido com o governador nesta segunda-feira (18)

O pré-candidato a deputado estadual e ex-prefeito de Castro, Moacyr Fadel, esteve reunido com o governador Ratinho Junior nesta segunda-feira (18). Em entrevista ao Jornal da Manhã e Portal aRede, Fadel avaliou o encontro de maneira positiva, tendo em vista a troca de experiências em relação à gestão pública. “Aproveitamos a oportunidade para alinhar estratégias em prol dos municípios de menor porte. A ideia é que sejam criadas novas legislações e projetos para favorecer as cidades com menos de 100 mil habitantes, sem esquecer dos municípios maiores”, disse.

Fadel também espera que o atual governador pode "realizar um mandato ainda melhor, caso seja reeleito em outubro deste ano". No mês de junho deste ano, o pré-candidato afirmou que foi convidado por Ratinho Junior para se filiar ao PSD.  “Aceitei esse desafio. Deixar a prefeitura de Castro foi uma decisão difícil, mas tenho uma confiaça muito grande no meu vice, Alvaro Telles. Também deixamos um pacote de investimentos, o que me deu tranquilidade para representar as demais cidades da região e de todo o Paraná”, explicou.

Detalhes da candidatura

Segundo Fadel, a decisão de disputar as eleições para deputado estadual foi motivada de maneira significativa pela demanda existente nos Campos Gerais. “Sempre tive um ótimo relacionamento com todos os prefeitos da região. Nós sempre observamos a necessidade de ter um representante do interior, que fosse mais ligado às pautas municipalistas”, explicou. Tendo em vista todas as atuais circunstâncias eleitorais e a influência de uma cidade como Castro, onde Fadel teve quatro mandatos como prefeito, a pré-candidatura foi oficializada. “Meu nome surgiu como opção para buscarmos uma interlocução política mais presente nas cidades de menor porte”, lembrou.

Fadel também tem buscado apoio de prefeitos e lideranças dentro dos Campos Gerais e em outras localidades. “Tenho certeza que poderei atuar como ponte entre o Governo do Estado e os gestores municipais. Tive a oportunidade de, no passado, ser presidente da Associação dos Municípios do Paraná, o que me deu um certo destaque. Fui chamado para visitar diversas regiões nos últimos meses”, concluiu.

Gestor projeta novos desafios

O ex-prefeito de Castro ainda mencionou, durante a entrevista, os desafios que a gestão pública enfrenta. “Foram dois anos difíceis para todas as esferas, incluindo governadores e presidentes. Acredito no trabalho e na seriedade do Governador Ratinho Junior. Quero ser um interlocutor para fortalecer os Campos Gerais e demais regiões do Paraná”, afirmou Fadel, reafirmando apoio ao atual governo estadual. “Hoje também temos bons deputados atuando pelos municípios. Esperamos poder contribuir da melhor maneira”, projetou.