PUBLICIDADE

Homem é preso após publicar ameaça nas redes sociais

A prisão aconteceu em Castro nesta segunda-feira (23)

Ele foi preso por ameaça e por descumprir as medidas protetivas de urgência
Ele foi preso por ameaça e por descumprir as medidas protetivas de urgência -

Naiane Jagnow

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Policiais civis da Delegacia de Castro, sob o comando dos delegados Renata de Souza Batista e Marcondes Alves Ribeiro, prenderam preventivamente um homem, de 28 anos, nesta segunda-feira (23), no bairro Alvorada, em Castro. Ele foi preso por ameaça e por descumprir as medidas protetivas de urgência.

Conforme informações da Polícia Civil, a vítima relatou que seu ex-marido, inconformado com o fim do relacionamento, postou ameaças no facebook. Nas publicações, ele afirmava que a mulher "pagaria muito caro e que o dela estaria guardado, que muito em brave iria acabar com tudo". Segundo a polícia, o relacionamento teria durado 12 anos, neste período ela teria sido agredida verbalmente e fisicamente, na presença dos filhos. "A mulher era constantemente golpeada com socos, chutes, estrangulamentos e ameaças que a amedrontavam", diz a nota. 

Segunda a polícia, o medo a impedia de buscar proteção jurídica. "A vítima vivia apavorada temendo por sua vida e de seus filhos, uma vez que o autor das ameaças residia próximo à sua casa e conhecia a rotina familiar", afirma a nota. Mesmo com após a medida protetiva, o homem continuava a ameaçando.  

Por conta do descumprimento da medida protetiva e das ameças, a Polícia Civil prendeu o indivíduo. Após a prisão, o homem foi conduzido à Delegacia e posteriormente colocado à disposição da Justiça. 

Como denunciar

A Polícia Civil de Castro orienta como proceder em caso de ameaças e violência doméstica, confira:

"Se você está sofrendo ameaça e/ou violência doméstica, ou conhece alguém que esteja passando por isso, pode ligar para o número 180, a Central de Atendimento à Mulher. O telefone em todo o país e no exterior, 24 horas por dia. A ligação é gratuita. O serviço recebe denúncias, dá orientação de especialistas e faz encaminhamento para serviços de proteção e auxílio psicológico. 

A denúncia também pode ser feita pelo Whatsapp no número (42) 99840-1110."

Com informações da Polícia Civil

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE