PUBLICIDADE

Prefeito Lucas Machado autoriza obras da nova UPA em Reserva

Empresa vencedora da licitação tem um prazo de 30 dias para começar as construções

Expectativa do atual governo é que o Pronto Atendimento tenha capacidade para realizar cerca de 2,1 mil atendimentos por mês
Expectativa do atual governo é que o Pronto Atendimento tenha capacidade para realizar cerca de 2,1 mil atendimentos por mês -

Allyson Santos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O prefeito de Reserva, Lucas Machado, assinou na quarta-feira (17) a ordem de serviço que autoriza o início das obras referentes à nova Unidade de Pronto Atendimento Municipal (UPA). A empresa vencedora da licitação tem um prazo de 30 dias para começar as construções no terreno de 4,2 mil m², que está situado na Rua Ademar Holeben, região central da cidade. Avaliado em torno de R$ 3,5 milhões, a estrutura deve ser entregue em um prazo de dez meses.

A expectativa do atual governo é que o Pronto Atendimento tenha capacidade para realizar cerca de 2,1 mil atendimentos por mês. “Estamos felizes em poder dar início a essa obra tão importante e necessária para o município de Reserva”, disse Machado, em entrevista concedida ao Jornal da Manhã e Portal aRede nesta quinta-feira (17). O gestor também lembrou que a construção da UPA faz parte da primeira fase de um amplo projeto desenvolvido pela prefeitura, que consiste em um novo Complexo Hospitalar para a população.

Próximas fases

A partir do início dos trabalhos na nova UPA, o município de Reserva já começa a pensar na segunda fase de planejamento, que consiste em um novo hospital. Segundo o prefeito Lucas, a intenção é começar a erguer essa estrutura ainda durante a execução da UPA. “Queremos avançar nessas duas iniciativas de maneira conjunta. Logicamente, a UPA será finalizada antes. Se for possível iniciar os atendimentos antes da conclusão das duas fases, assim faremos. Tudo isso ainda depende de um planejamento e avaliação das equipes técnicas”, explicou.

O chefe do Executivo também revelou que, para custear as obras na segunda fase, Reserva já possui aproximadamente R$ 7 milhões já assegurados. “Acreditamos que para finalizar todos esses processos seja necessário um prazo de dois a três anos. Estamos com um cronograma interessante, com um período de tempo razoável. Queremos ser transparentes com a população e mostrar todo o passo a passo desse planejamento”, afirmou. O Complexo Hospitalar terá maternidade, Centro Cirúrgico e 30 novos leitos instalados.

Início das negociações

O projeto voltado ao setor de saúde de Reserva tem o apoio do Governo do Estado. O convênio foi assinado pelo prefeito Lucas Machado e pelo então secretário estadual de saúde, Beto Preto, no dia 26 de março deste ano, data que marcou o aniversário de 101 anos do município. “A parceria com o Estado foi viabilizada através de muito estudo, trabalho e planejamento. Com isso, tivemos argumentos para sustentar a nossa proposta também em um longo prazo. As negociações foram muito boas. É uma iniciativa que já está sendo elaborada há mais de um ano”, concluiu.

Município investe em infraestrutura

A gestão municipal de Reserva anunciou, no mês de junho deste ano, a confirmação do empréstimo de R$ 4 milhões concedido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Parte dos recursos já foi aplicada na compra de maquinários para melhorias nas estradas rurais. Em julho, o município recebeu duas novas máquinas motoniveladoras da marca Caterpillar, modelo 2022. Ao todo, o investimento nestes equipamentos foi de R$ 2,5 milhões. “Foi uma conquista muito difícil. Só foi possível ingressar graças ao trabalho da Secretaria de Administração e Finanças, já que as contas do município estão em dia e a contabilidade é muito bem-feita’’, disse o prefeito.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right