Comitê do Vale do Tibagi amplia o desenvolvimento regional

Equipe tem representantes dos municípios de Arapoti, Curiúva, Imbaú, Reserva, Ortigueira, Tibagi, Telêmaco Borba e Ventania

Equipe tem representantes dos municípios de Arapoti, Cuirúva, Imbaú, Reserva, Ortigueira, Tibagi, Telêmaco Borba e Ventania
Equipe tem representantes dos municípios de Arapoti, Cuirúva, Imbaú, Reserva, Ortigueira, Tibagi, Telêmaco Borba e Ventania -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Equipe tem representantes dos municípios de Arapoti, Curiúva, Imbaú, Reserva, Ortigueira, Tibagi, Telêmaco Borba e Ventania

O Comitê Territorial do Vale do Tibagi, composto por integrantes da área pública, privada, terceiro setor e instituições de ensino, integrou 20 novos líderes, na última quinta-feira (14), em evento realizado na Associação Comercial e Empresarial de Telêmaco Borba (Acitel). Com isso, o Comitê passa a contar com um total de 32 representantes dos municípios de Arapoti, Curiúva, Imbaú, Reserva, Ortigueira, Tibagi, Telêmaco Borba e Ventania.

Com a institucionalização do Comitê, em novembro de 2021, ações passaram a ser implementadas e a necessidade de trazer novas lideranças aos grupos se fez necessário. Desta forma, o Sebrae capacitou os membros para que houvesse um entendimento sobre o seu papel e o do Comitê na pauta de desenvolvimento territorial.

Conforme a consultora do Sebrae Paraná, Suellen Pavanelo, o plano de ação e planejamento do Comitê, que tem como base os capítulos da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, atua nos eixos do turismo, agricultura familiar e educação empreendedora. No último encontro, estes foram debatidos novamente com os novos membros para que cada um possa contribuir com ideias que fortaleçam o desenvolvimento da região. “O objetivo é que as ações possam ser dinamizadas em cada cidade com a soma de esforços, dando continuidade e força para as que já estão acontecendo por meio da atuação do Comitê”, pontua.

Uma das novas integrantes é Danieli Barbosa da Silva, chefe da Divisão de Ensino da Prefeitura de Curiúva e, agora, participante do Eixo de Educação Empreendedora, que tem como premissa disseminar a cultura do empreendedorismo. Segundo ela, a ideia é replicar as ações que deram certo em outras cidades e implementar iniciativas voltadas à educação empreendedora nas escolas para que a base cultural possa ser modificada e direcionada para um futuro em que o território esteja mais preparado para a inovação e desenvolvimento econômico. “Conhecer o caminho e adquirir conhecimento são fundamentais para alcançar resultados”, frisa.

Conforme a presidente do Comitê Territorial Vale do Tibagi, Ericléia de Fátima Dlugosz da Silva, os novos líderes chegam com a missão de alavancar algumas ações. “Algumas iniciativas já estão em andamento, a exemplo da agricultura familiar, a qual estamos visitando alguns municípios para casar o cardápio da merenda escolar com a produção agrícola da região”, comenta. 

Já com relação à educação empreendedora, Ericléia conta que o programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEEP), do Sebrae, está sendo implementado em algumas escolas, e para impulsionar o turismo estão sendo realizados eventos de sensibilização com o setor empresarial, poder público e comunidade em geral.

A grande pauta do Comitê Territorial está focada no desenvolvimento por meio de identificação do potencial e dos ativos existentes na região para que este processo seja acelerado e continuado. A criação de um ambiente amigável para os pequenos negócios, com representantes dos municípios, pode gerar mais impacto e melhoria no ambiente de negócios, beneficiando a comunidade como um todo.

Com informações da Assessoria de Imprensa