Interdisciplinaridade desperta reflexão no Colégio Sepam

Obra com tema de desigualdade, além de gráficos e tecnologia, foram trabalhos nos sétimos anos do Colégio Pontagrossense

Alunos puderam imergir na obra para desenvolver ações em ambas as disciplinas
Alunos puderam imergir na obra para desenvolver ações em ambas as disciplinas -

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Obra com tema de desigualdade, gráficos e tecnologia foram trabalhos nos sétimos anos da instituição de PG

Um amplo trabalho interdisciplinar movimentou os alunos dos sétimos do Colégio Sepam Pontagrossense durante as aulas de Literatura do 1º bimestre. As professoras Ana Caroline Cavanhari Neumann e Bianca Aparecida Holm de Oliveira comentam como o projeto ‘Deu like em Literatura e Matemática: um olhar cotidiano para a obra “O Meu Pé de Laranja Lima"’ foi desenvolvido com os educandos.

“Os alunos realizaram em sala de aula, juntamente com a professora, a leitura crítica e comentada da obra ‘O Meu Pé de Laranja Lima’, de José Mauro de Vasconcelos. Nessa perspectiva, buscou-se por meio da leitura do livro, uma abordagem interdisciplinar entre as matérias de Literatura e Matemática, inserindo como ferramenta de apoio digital uma WebQuest”, destaca o relato das docentes.

Conforme explicam as educadoras, “dentro dessa plataforma digital estavam contidas informações relevantes para desenvolvimento de atividades realizadas sobre o conteúdo de desigualdade social presente no livro de José Mauro de Vasconcelos e círculo e circunferência do conteúdo abordado na disciplina de Matemática”.

Todo este ínterim, comentam Ana Caroline e Bianca, estimulou e instigou nas turmas o pensamento crítico e reflexivo, principalmente relacionada as questões voltadas às diferentes classes sociais, alinhado com o entendimento de como construir um gráfico de setores com as informações que eles puderam observar na obra.

“Por ser uma investigação de natureza qualitativa e interpretativa, os resultados deste projeto apontam que é possível trabalhar a Matemática e Literatura de forma contextualizada, podendo, dessa forma, instigar os alunos pelo conhecimento social e formal, utilizando-se da leitura de livros trabalhados na aula de Literatura atrelados com atividades matemáticas. Além disso, associando nesse processo a tecnologia com a WebQuest valorizando o protagonismo do aluno”, concluem as professoras.

Acesse o blog escolar do Colégio Sepam clicando aqui