Resgate do gênero textual 'carta' ocorre em turma de Irati

Trabalho abordou diversos conceitos sobre meio de comunicação tradicional no 5º ano B da Escola Francisco Stroparo

Produções estimularam alunos a entenderem mais sobre o tema
Produções estimularam alunos a entenderem mais sobre o tema -

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Trabalho abordou diversos conceitos sobre meio de comunicação tradicional no 5º ano B da Escola Francisco Stroparo

O gênero textual ‘carta’ foi tema de uma atividade com vários recursos no 5º ano B da Escola Municipal Francisco Stroparo em Irati. O trabalho, coordenador pela professora Maria Eliane Drewnicki, teve explicação por parte da docente, utilização de vídeos, definições, orientação individual, além de dúvidas sanadas em relação a remetente, destinatário, além do que precisa aparecer nas cartas, como data e local, nome, saudação, assunto e despedida.

“Os alunos puderam escolher para quem enviar as cartas, com o objetivo de que as mesas retornassem. Tivemos a ajuda da diretora Daniele para postagem via correio. Os alunos ficaram muito contentes com o desenvolvimento desta atividade e participaram com bastante entusiasmo também na confecção dos envelopes”, aponta a docente.

Segundo explica a educadora, houve um breve apanhado em relação a história deste método amplamente utilizado antigamente que, atualmente, com a inovação tecnológica, chegou aos alunos apenas pela escola, “já que ninguém mais usa este método para se comunicar, conversar e também matar as saudades dos parentes, amigos, namorados(as) que estão longe”, sendo substituídos pela internet, conforme conclui Maria Eliane.

Acesse o blog escolar da Escola Francisco Stroparo clicando aqui.