Gênero textual 'carta' estimula comunicação em Irati

Trabalho foi desenvolvido no 5º ano B da Escola Francisco Stroparo e engajou alunos

Alunos enviaram suas produções e esperam pela resposta
Alunos enviaram suas produções e esperam pela resposta -

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Trabalho foi desenvolvido no 5º ano B da Escola Francisco Stroparo e engajou alunos

O 5º ano B da Escola Municipal Francisco Stroparo em Irati, desenvolveu uma atividade sobre um gênero textual não muito convencional nos dias atuais, mas de grande importância histórica: as cartas. A coordenadora pedagógica da instituição de ensino, Silvia Aparecida Knesebeck Kavilhuka, comenta os principais aspectos do trabalho.

“A turma da professora Maria Eliane Drewnicki vivenciou uma atividade um tanto esquecida em nossa realidade. Ao trabalhar o gênero textual ‘carta’, sua estrutura, finalidade, entre outros aspectos, os alunos ficaram bastante curiosos, visto que em meio a tantos recursos tecnológicos, raramente se ouve falar em escrever uma carta, muito menos em enviá-la a alguém”, aponta a pedagoga.

Dessa forma, a proposta junto aos alunos foi redigir uma carta endereçada a uma pessoa que fosse querida pelo aluno, encontrar o endereço do destinatário e fazer o despacho da carta pelos Correios. “Percebeu-se a euforia da turma com essa atividade e, agora, estão na expectativa de receber a resposta da carta enviada”, complementa Silvia.

Acesse o blog escolar da Escola Fransciso Stroparo clicando aqui.