PUBLICIDADE

TJ confirma condenação de autor de feminicídio em Ponta Grossa

Réu foi condenado a 33 anos de reclusão em regime fechado; Lidiane de Oliveira foi morta a facadas em março de 2019

Jhonatan Campos vitimou sua ex-namorada, além de ter tentado assassinar sua ex-sogra
Jhonatan Campos vitimou sua ex-namorada, além de ter tentado assassinar sua ex-sogra -

Rodolpho Bowens

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ-PR) confirmou a condenação de Jhonatan Campos, autor de feminicídio contra Lidiane de Oliveira em 10 de março de 2019, a 33 anos de reclusão em regime fechado. A decisão unânime do TJ-PR aconteceu após julgamento de recurso apresentado pela defesa do réu. Lidiane, na época com 24 anos, era estudante de Direito e foi morta a facadas por Jhonatan, que era namorado da vítima – a mãe de Lidiane, Rosa Aparecida Oliveira, também foi ferida pelo autor do crime (relembre o caso publicado pelo Portal aRede clicando aqui).

A informação foi repassada pelo advogado das vítimas, Angelo Pilatti Junior. Jhonatan foi denunciado pelo crime de homicídio triplamente qualificado (contra Lidiane) e por tentativa de homicídio (contra Rosa). Em abril deste ano, Jhonatan já havia sido considerado culpado dos crimes pelo Tribunal do Júri – acesse aqui. No TJ-PR, o recurso foi apresentado pela defesa do réu. Entretanto, por unanimidade, o Tribunal entendeu que Jhonatan é culpado pelos crimes cometidos em 2019.

Na época, Lidiane de Oliveira tinha 24 anos e era estudante de Direito
Na época, Lidiane de Oliveira tinha 24 anos e era estudante de Direito |  Foto: Divulgação.
 

Caso ‘choca’ Ponta Grossa

Em 10 de março de 2019, Lidiane foi vítima de diversas facadas na região do pescoço, além de que sua mãe teve ferimentos graves e precisou ser encaminhada ao hospital. Na época, a Polícia Militar (PM) informou que o caso teria iniciado com uma briga entre o casal depois que eles saíram de uma casa noturna e foram para a casa. A vítima teria acionado a PM, relatando que o namorado de 22 anos (na época) tinha quebrado o vidro da porta e feito várias ameaças, fugindo na sequência. Os policiais fizeram patrulhamento pela região, mas não encontraram o suspeito.

Na sequência, Jhonatan vitimou a estudante de Direito e feriu gravemente a mãe de Lidiane.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE