PUBLICIDADE

Chove muito no Paraná e Defesa Civil reforça alerta à população

Chega a 8.366 o número de pessoas afetadas pelo aumento do nível dos rios em 31 cidades, além de 1.237 desalojados e 131 pessoas desabrigadas.

De acordo com o Simepar, a sexta-feira (14) amanheceu com tempo bastante instável no Paraná
De acordo com o Simepar, a sexta-feira (14) amanheceu com tempo bastante instável no Paraná -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Após um começo de semana com chuvas muito expressivas no Sudoeste, as precipitações voltaram a atingir com intensidade algumas cidades do Estado, principalmente na divisa com Santa Catarina. No Sudoeste elas devem chegar nos próximos dias, mas em menor escala. Com isso, a Defesa Civil Estadual reforça que as áreas que vão do Oeste ao Litoral, na faixa Sul, ainda têm risco moderado de eventos climáticos intensos (alerta amarelo). 

De acordo com o Simepar, a sexta-feira (14) amanheceu com tempo bastante instável no Paraná. As chuvas ocorrem em vários setores e entre a região central e o Noroeste as instabilidades estão acompanhadas por descargas atmosféricas. Ao longo da madrugada choveu entre 10 e 20 mm no Centro-Sul e na região de União da Vitória e Lapa. E a previsão é de bastante chuva para as próximas horas nessa faixa, com previsão de até 100 mm em Guaratuba no acumulado dos próximos dias.

Na quinta-feira (13) ainda ocorreram chuvas pontuais no Sudoeste e Centro-Sul (Francisco Beltrão registrou 7,6 mm; Pato Branco, 23,6 mm; Planalto, 12,6 mm; Laranjeiras do Sul, 39 mm; e Guarapuava, 43 mm), mas nesta sexta o tempo está estável na região. Confira todos os acumulados de quinta AQUI .

O novo boletim da Defesa Civil sobre as chuvas no Oeste e Sudoeste, de 6h35 desta sexta, aponta que chega a 8.366 o número de pessoas afetadas pelo aumento do nível dos rios em 31 cidades, além de 1.237 desalojados e 131 pessoas desabrigadas.

Nesta quinta foi confirmada a primeira morte envolvendo as chuvas. O Corpo de Bombeiros de Pato Branco encontrou o corpo de uma das duas crianças desaparecidas na cidade, de sete anos. Ela estava próxima ao incidente, onde o carro ficou preso em uma enxurrada, na área rural do município. As buscas continuam para encontrar a outra criança, de menos de um ano de idade.

O Governo do Estado já enviou ajuda humanitária (colchões e kits de higiene) para a região Sudoeste e trabalha ao lado das prefeituras para minimizar os impactos para a população. Nesta sexta também terá início uma campanha de doação de kits de higiene e material de limpeza para as famílias impactadas pelos estragos. Para doar é preciso se dirigir a um dos postos de arrecadação nas sedes do Corpo de Bombeiros ou da Brigada Comunitária no Sudoeste. Confira AQUI os endereços. 

Confira o novo Boletim da Defesa Civil AQUI .

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE