PUBLICIDADE

Funcionários denunciam falta de pagamento e UPA reduz atendimento

De acordo com denúncias, funcionários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Santa Paula estão há dois meses sem pagamento

Unidade de Pronto Atendimento Santa Paula.
Unidade de Pronto Atendimento Santa Paula. -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e funcionários da UPA Santa Paula denunciaram, nesta semana, que estão com salários atrasados há dois meses. A unidade pertence à Fundação Municipal de Saúde, mas é administrada pela empresa ISAC - Instituto Saúde e Cidadania. Segundo os funcionários, os atendimentos serão reduzidos e apenas casos graves de extrema urgência serão atendidos. 

De acordo com a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, existe apenas uma fatura em aberto, mas que vencerá no final do mês de outubro. "A Fundação Municipal de Saúde informa que a única fatura em aberto é relativa aos serviços prestados no mês de setembro, com vencimento para o fim de outubro. A Fundação de Saúde aguarda apenas a apresentação dos documentos por parte da empresa para análise pelos fiscais do contrato", afirma. 

"A Fundação também avalia a notificação extrajudicial encaminhada pelo corpo técnico de médicos que prestavam serviços à ISAC, que solicita a retenção de pagamento à empresa até que a mesma quite seus débitos com os profissionais", explica a resposta da assessoria de imprensa da Prefeitura. 

Segundo os funcionários da UPA Santa Paula, a empresa em questão não efetuou sequer o pagamento da conta de telefone, o que ocasionou a falta de contato de pacientes e familiares com a unidade.

Instituto emite nota de esclarecimento

No início da noite desta quinta-feira (13), o Instituto Saúde e Cidadania repassou nota à Redação do Portal aRede, esclarecendo a situação.

"O ISAC- Instituto Saúde e Cidadania, que esteve à frente da gestão da UPA Santa Paula, informa que, com o encerramento do contrato, em setembro desse ano, suspendeu os pagamentos para que pudesse realizar o levantamento de débitos para apresentar junto à prestação de contas do contrato da prefeitura de Ponta Grossa.

Assim que aprovado e finalizado o processo de prestação de contas, os pagamentos dos prestadores de serviços, dentre eles os médicos, serão iniciados.

O Instituto informa ainda que os colaboradores que eram lotados na unidade já receberam seus acertos trabalhistas. Em relação aos médicos, todos são prestadores de serviço autônomo, no qual recebem por serviço de plantão médico prestado via suas empresas, sem qualquer vínculo trabalhista com a unidade ou com o ISAC.

O ISAC reforça que está centrado em resolver as pendências para que inicie o mais rápido possível o pagamento de todos. Ressalta ainda que mantém um canal de diálogo aberto, estando disponível para tirar as dúvidas dos seus públicos por meio do Serviço de Atendimento ao Cliente, que pode ser acionado pelo e-mail [email protected]"

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE