PUBLICIDADE

Mesmo com chuva, festa da padroeira volta às ruas

Nossa Senhora Aparecida será louvada com carreata e procissão

A emoção toma conta dos fiéis que aguardam a chegada da imagem na igreja
A emoção toma conta dos fiéis que aguardam a chegada da imagem na igreja -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A programação religiosa da festa da padroeira do Brasil no Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, em Ponta Grossa, se encerra nesta terça-feira (11), às 19 horas, com a coroação de Nossa Senhora. A celebração encerra a série de missas, novenas e bênçãos especiais iniciada no dia 3, juntamente com a peregrinação da imagem de Nossa Senhora Aparecida pelas casas dos devotos, por toda a Diocese de Ponta Grossa. Foram três residências e estabelecimentos por dia, em um total de 27 visitas. O ápice dos festejos, no entanto, acontece nesta quarta-feira (12), com a carreata e procissão em honra à Mãe Aparecida.

Para o dia da padroeira, estão previstas missas às 8, 10, 15 e 19 horas. Após a celebração das 10 horas, a imagem de Nossa Senhora sairá em carreata pelas ruas Coronel Generoso Martins de Araújo, Prefeito Campos Melo, Avenida Ernesto Vilela, Travessa Santa Cruz, Balduíno Taques, Avenida Doutor Vicente Machado, Rua Ermelino de Leão, Padre João Lux, Engenheiro Schamber, Marechal Deodoro da Fonseca, Doutor Paula Xavier, Saldanha Marinho, avenida Visconde de Taunay, Rua Balduíno Taques e Avenida João Manoel dos Santos Ribas, chegando ao Hospital Bom Jesus, onde, tradicionalmente, a Imagem fica até às 14 horas, quando se iniciará a procissão em direção ao santuário. No trajeto, a presença do bispo Dom Sergio Arthur Braschi, que vai celebrar a missa solene, às 15 horas. Carreata e procissão serão mantidas mesmo em caso de chuva.

O pároco da Paróquia São Sebastião e reitor do Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida, padre Nelson Bueno da Silva, conta que a comunidade está planejando os festejos há algum tempo. Pensado missas, novenas, confissões, pedaladas, carreata, visita nas casas. “Mas ainda temos que incrementar muitas coisas para que, nesses dias, o santuário seja movimentado e se torne cada vez mais conhecido. Nós temos capelas de Nossa Senhora Aparecida, temos imagens em casa, mas, aqui, é um lugar especial. E a participação dos devotos tem crescido muito”, enaltece o reitor, agradecendo aos padres que vieram ajudar no atendimento de confissões.  

“Venham! Ainda que todos não entrem na igreja, mas estaremos preparados com telões nos dois lados do pátio externo e no salão paroquial. Vai ser um momento bonito vivido pelo santuário diocesano”, convida padre Nelson. Haverá praça de alimentação    com a venda de pastel, bolo com a medalha da santa, cachorro quente, pipoca, refrigerante, água, café cremoso, algodão-doce, sorvetes, pães, cucas e bolachas, além de flores e artigos religiosos. Ao todo, serão sete barracas, funcionando das 10 às 20 horas. Para quem preferir acompanhar as celebrações de casa a página da paróquia no Facebook estará fazendo a transmissão em tempo real no www.facebook.com/saosebastiaopg 

A procissão em honra a Nossa Senhora Aparecida começou pequena, há cerca de 38 anos, com as irmãs que administram o Hospital Bom Jesus. Hoje é o segundo maior encontro de católicos da Diocese. Só reúne menos fiéis que em Corpus Christi. Com a pandemia do Coronavírus, a procissão não foi realizada por dois anos.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE