PUBLICIDADE

Robótica educacional desperta vocação para o futuro das profissões

Alunos desenvolvem soft skills e habilidades técnicas voltadas ao pensamento computacional

Alunos em aula de robótica
Alunos em aula de robótica -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Mais do que estimular o aprendizado envolvendo diversas áreas do conhecimento, a Robótica Educacional trabalha nos alunos valores e habilidades socioemocionais essenciais para que possam crescer e se desenvolver enquanto pessoas, além de prepará-los para os próximos desafios da vida envolvendo o mundo do trabalho.

Por meio da aplicação da metodologia STEAM, que integra conhecimentos nas áreas de Artes, Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática, os alunos, organizados em equipes, contam com o apoio de técnicos e mentores para construir robôs que devem ser programados para enfrentar os desafios em uma arena de competições.

A Robótica Educacional mobiliza nos alunos diferentes habilidades, como trabalho em equipe, raciocínio lógico, engajamento, criticidade, criatividade, comunicação e relações interpessoais, para que possam, por meio da aprendizagem baseada em projeto e da abordagem STEAM, resolver situações problemas e elaborar seus próprios projetos”, explica o professor Jefferson Rodrigues Lirio, técnico das equipes de robótica do Colégio Sesi da Indústria em União da Vitória, na região dos Campos Gerais.

“É simples perceber a importância que a robótica tem dentro e fora do Colégio, pois além de incentivar a criatividade, a inovação, o trabalho em equipe e a organização, fatores, que contribuem enormemente para um bom desempenho nas relações pessoais e profissionais, a robótica também se relaciona com diversas áreas do conhecimento, como matemática, linguagens, natureza e humanas, estabelecendo conexões entre as diferentes disciplinas", diz Luana Holovaty, integrante da equipe Destroyers de Robótica Educacional do Colégio Sesi da Indústria em União da Vitória.

O SESI é o operador oficial dos Torneios de Robótica do Brasil, promovidos pela organização norte-americana FIRST

Com objetivo despertar o interesse de estudantes do Ensino Fundamental e Médio em áreas como matemática, ciências, tecnologia e engenharia, engajando a formação de novos líderes e inventores, os Torneios de Robótica dos quais os alunos dos Colégios Sesi participam, fazem parte de um programa criado pela organização norte-americana sem fins lucrativos FIRST (For Inspiration and Recognition of Science and Technology) e que tem o Serviço Social da Indústria (SESI) como operador oficial das competições no Brasil.   

Alunos em aula de robótica
Alunos em aula de robótica |  Foto: Sistema Fiep
 

“Este é um programa internacional de robótica que estimula e desafia os estudantes a buscarem soluções para problemas da sociedade moderna. Além disso, os alunos desenvolvem diversas habilidades comportamentais como trabalho em equipe e liderança, criam seus projetos de inovação, constroem robôs e aprendem sobre programação, de forma divertida e na prática”, explica Jacielle Feltrin Vila Verde Ribeiro, Gerente de Educação e Negócios do Sistema Fiep.

Porta de entrada na robótica, a First Lego League (FLL), desafia estudantes de 9 a 16 anos a projetar, construir e programar robôs com peças da LEGO para cumprir várias missões pré-definidas na mesa de competições. Já a outra categoria, conhecida como First Tech Challenge (FTC) é voltada para estudantes com idade entre 14 e 18 anos, que devem projetar, construir, programar e pilotar robôs de até 19kg utilizando tecnologia Android e uma variedade de níveis de programação baseada em Java e Blocks.

Em União da Vitória, as equipes de Robótica Educacional do Colégio já participaram da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), conquistando o título de Bicampeões do Prêmio ‘Melhor Escola Privada do estado do Paraná (2018-2019)’, e do Festival Sesi de Robótica, na modalidade First Lego League (FLL), com premiações de 2017 a 2022, nas diferentes categorias da competição.

“Estas premiações na FLL vêm ao encontro do trabalho desenvolvido pelos alunos, que apresentam muita gestão humana, empatia, relação interpessoal, profissionalismo, trabalho em equipe e cooperação. Isso mostra que eles podem fazer a diferença na nossa sociedade, impactando a vida das pessoas. Enquanto técnico-professor, entendo que posso fazer a diferença no processo educacional dos meus alunos”, acrescenta o professor Jefferson.

Além dessas competições, a Robótica Educacional do Sesi conta ainda com o Campeonato F1 in Schools, projeto internacional realizado pela própria Fórmula 1, com objetivo de estimular jovens estudantes, entre 9 e 19 anos, a projetar, modelar e testar um protótipo de carro de Fórmula 1 para competir em pistas de miniatura. Impulsionados por cilindros de dióxido de carbono, os carros podem chegar a 80 km/h em menos de um segundo.

Colégios Sesi na Região dos Campos Gerais estão com matrículas abertas

Para conhecer de perto as atividades envolvendo a Robótica Educacional e saber como essa iniciativa pode despertar vocações para o futuro das profissões, faça uma visita nas unidades dos Colégios Sesi da Indústria e Sesi Internacional, na Região dos Campos Gerais, conforme contatos abaixo.

Guarapuava - Colégio Sesi da Indústria

 Ensino Médio

(42) 3621-3800 | Rua Coronel Lustosa, 1736 - Batel

Irati - Colégio Sesi da Indústria

Ensino Médio

(42) 3421-4870 | Rua Coronel Emilio Gomes, 3 - Centro

Ponta Grossa - Colégio Sesi da Indústria

Ensino Médio

(42) 3219-5046 | Av. João Manoel dos Santos Ribas, 405 - Ronda

Ponta Grossa - Colégio Sesi Internacional

Ensino Médio Bilíngue

(42) 3219-5011 | (42) 988156044 | Av. João Manoel dos Santos Ribas, 405 - Ronda

Telêmaco Borba - Colégio Sesi da Indústria

Ensino Médio

(42) 3271- 4747 | (42) 98801-9249 | Av. Presidente Kennedy, 66 - Centro

União da Vitória - Colégio Sesi da Indústria

Ensino Médio

(42) 3521 3902 | Rua Marechal Deodoro, 70 - Centro

Conteúdo de marca

Quero divulgar right