Comércio projeta alta nas vendas no Dia dos Pais

Pesquisa da Datacenso aponta que 47% dos empresários entrevistados projetam alta nas vendas. Lojistas estimam um incremento de 5% em relação a 2021

Quase 70% dos filhos afirmaram que vão comprar os presentes em lojas físicas da cidade
Quase 70% dos filhos afirmaram que vão comprar os presentes em lojas físicas da cidade -

Fernando Rogala

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

As vendas do comércio de rua devem aumentar, neste ano, para o Dia dos Pais. Um levantamento realizado pelo Datacenso, em pesquisa contratada pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap), apontou que 47% dos empresários do comércio entrevistados em Ponta Grossa acreditam que as vendas vão crescer na comparação com as registradas em 2021. A perspectiva deles é de que as vendas sejam 5% superiores às registradas no ano passado, em uma das cinco principais datas do ano para o comércio. O Dia dos Pais é celebrado no segundo domingo do mês de agosto, data que neste ano cai no dia 14.

De acordo com a pesquisa, outros 38% acreditam que as vendas serão, pelo menos, iguais às registradas em 2021, ao passo que apenas 13% acredita que as vendas deste ano serão inferiores às do ano passado. A expectativa de crescimento de vendas dos empresários ponta-grossenses está um pouco inferior à média estadual, que está na casa dos 8%. Em Ponta Grossa, foram ouvidos 68 comerciantes para realizar essa pesquisa.

O Datacenso também ouviu os filhos que vão presentear nesta data - em Ponta Grossa, foram 61 entrevistas com quem presenteará os pais. A maior parte deles, 54%, informou que manterá os valores gastos em 2021. Outros 23% darão presentes com valores maiores que os do ano passado, e 11% afirmaram que comprarão presentes com valores menores. A média dos preços (tíquete médio) na cidade está na casa dos R$ 165,19. A maior parte dos filhos que moram em Ponta Grossa confirmaram que irão comprar em lojas do comércio de rua, 48% deles. Outros 20% irão comprar em lojas de shoppings, o que significa que dois terços dos presentes serão comprados presencialmente. Já 33% revelaram que irão comprar pela internet.

Nas considerações, o Datacenso confirmou que, após os resultados positivos no Dia das Mães e no Dia dos Namorados, a expectativa do comerciante paranaense para o Dia dos Pais, em 2022, é de aumento nas vendas em relação ao ano passado. Segundo o CEO do Grupo Datacenso, Claudio Shimoyama, o estudo revela um comerciante paranaense otimista com as vendas do Dia dos Pais 2022, as datas comemorativas voltaram a aquecer o setor, mesmo que de forma lenta.


Diferenciais

Josielly Guimarães, diretora do Sindilojas, comenta que Ponta Grossa, possui índices favoráveis, segundo as pesquisas promovidas pela Fecomércio-PR, com empresários otimistas com o setor no segundo semestre. "As liquidações em julho aproximaram o lojista do consumidor e acreditamos que isso vai refletir no Dia dos Pais, é uma expectativa boa do movimento do comércio em uma data especial, e esperamos que as lojas estejam preparadas para receber os clientes com bom atendimento e também façam uma boa divulgação nas redes sociais", destaca.

Josielly ressalta ainda que o bom relacionamento dos lojistas com clientes são o diferencial para fidelização e fortalecimento das empresas. "Tudo faz diferença e orientamos os lojistas e as pessoas que ajudem a fomentar o nosso comércio local, pois isso beneficia todos", reforça.

Tipo de presente

A maior parte dos filhos que moram na cidade (51% deles) afirmaram que irão presentear os pais com artigos de vestuário ou calçados. Depois, o item favorito para presentear é bebida (vinho, whisky, entre outros), resposta de 20% deles. Outros 16% revelaram que o presente será um almoço ou jantar, e outros 15% presentearão com perfumes e cosméticos. Para 13%, o presente será ferramentas, e outros 11% revelaram que presentearão com acessórios e com livros (como um filho pode dar mais de um presente, a soma percentual aqui passa de 100).