‘Carter’ tem ação surpreendente, mas peca no restante

Filmado quase todo em falsos planos-sequência, 'Carter' tem coreografias complexas e cenas de ação absurdas que até nos fazem esquecer do fiasco que é o roteiro

'Carter' estreou na Netflix na última sexta-feira (05)
'Carter' estreou na Netflix na última sexta-feira (05) -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

No filme ‘Carter’, o protagonista interpretado por Joo Won, acorda em um quarto cheio de sangue, completamente sem memórias e com uma voz em seu ouvido que lhe diz que há um explosivo em sua boca e, se ele quiser sobreviver terá que confiar e obedecer seus comandos. Ao fugir do local, Carter, o protagonista, logo se vê em meio a uma pandemia que está transformando humanos em assassinos violentos. Sua missão principal é resgatar a filha sequestrada de um médico que descobriu uma vacina para o vírus e transportá-la com segurança até a Coreia do Norte.

Filmes que possuem ação desenfreada e sangrentas são amplamente conhecidos e consumidos no mundo todo, porém, ‘Carter’ eleva isso há um outro nível. As sequências de cenas de abertura do longa dirigido por Byung-gil Jung dão uma noção muito clara do que será o restante da produção. Após ser confrontado por um esquadrão de agentes da CIA, Carter escapa saltando da janela de um prédio e entrando em outro, uma sauna, onde é cercado e atacado por cerca de 100 membros, e isso não é um exagero, de alguma gangue ou máfia, que são dizimados por nosso protagonista em uma cena vertiginosa, quase psicodélica, brilhantemente coreografada, extremamente violenta e sangrenta e incrivelmente filmada.

O roteiro problemático

As ideias apresentadas pelo roteiro e direção são boas, porém não são bem executadas. As cenas que acontecem numa pista com três carros e a do trem, são exemplos de que o filme possui boas ideias e que com um pouco mais de capricho nos efeitos especiais, o resultado final, ajudaria bastante a trama. O personagem principal vivido por Joo Won (Good Doctor) carece de carisma para conduzir a história. Nas cenas de luta o ator detona e manda muito bem, mas na parte que condiz em interpretar e até conquistar o público com seu personagem, Won deixa muito a desejar.

‘Carter’ é uma produção de ação que é competente nas cenas de combate e na violência gráfica. Apenas nisso! Em todo o resto o filme possui falhas que uma a uma vão minando o entretenimento do espectador. Num resumo honesto, esse filme é um passeio sangrento para lugar nenhum.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right