Gusttavo Lima é condenado a pagar indenização a paranaense

Processo cita que canção do 'Embaixador' divulga o número de telefone de mulher que mora em Pato Branco

Processo cita que canção do 'Embaixador' divulga o número de telefone de mulher que mora em Pato Branco
Processo cita que canção do 'Embaixador' divulga o número de telefone de mulher que mora em Pato Branco -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Processo cita que canção do 'Embaixador' divulga o número de telefone de mulher que mora em Pato Branco

O cantor Gusttavo Lima foi condenado a pagar R$ 50 mil por danos morais a uma mulher de Pato Branco, no Paraná, que teve o seu número de telefone divulgado em uma música do cantor. Ela venceu o processo em primeira instância e a defesa ainda pode recorrer da decisão, segundo informou o portal G1. A canção que cita o número de telefone é 'Bloqueado' e foi lançada em 2021

Esta não é a primeira vez que Gusttavo Lima é condenado pelo mesmo motivo. Como não há um DDD para o número na letra da música, outras pessoas que usam o mesmo número pelo Brasil passaram pela mesma situação e estão processando o cantor. Em junho, outra mulher, esta de São Paulo, venceu o processo em que o artista foi também condenado a pagar R$ 50 mil.

Situação aconteceu também em Curitiba

A vida de uma curitibana virou de ponta-cabeça após o lançamento da música ‘Bloqueado‘, do Gusttavo Lima. Acontece que o cantor repete um número de telefone várias vezes, sendo que é o mesmo da supervisora de compras, mas sem o DDD. Ela recebeu mais de 400 ligações em um único dia.

“O nome do meu filho é Gustavo. Até achei que as ligações eram pra ele. Que eles estavam confundindo alguma coisa, não estava entendendo. Eu falava que era a mãe do Gustavo. Até que, um dia, uma pessoa me falou que era para o Gusttavo Lima. Contei pro meu filho que recebia muita ligação chamando o meu filho, mas citando esse nome. Ele me avisou que esse era do cantor”, explicou a curitibana.

Como é a música

Na música, Gustavo Lima canta os versos: “Me bateu uma saudade / Daquelas que o coração arde / 9XXX-XX03 / Olha eu recaindo outra vez”. Neste segundo processo, a defesa de Gusttavo argumentou que prints de conversas da mulher não poderiam servir como provas, mas a Justiça entendeu que o cantor não se precaveu para evitar estes transtornos e que as mensagens recebida pela mulher de Pato Branco citavam diretamente a música do cantor

As informações são da Rádio Banda B