Alunos do projeto Música para Todos se apresentam em PG

A apresentação marca o encerramento das aulas no primeiro semestre de 2022, coordenadas pelo músico Ricardo Corrêa em parceria com a Vara da Infância e Juventude.

Serão apresentadas cinco composições clássicas nacionais e internacionais dos mais variados estilos.
Serão apresentadas cinco composições clássicas nacionais e internacionais dos mais variados estilos. -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A apresentação marca o encerramento das aulas no primeiro semestre de 2022, coordenadas pelo músico Ricardo Corrêa em parceria com a Vara da Infância e Juventude.

Crianças e adolescentes do projeto “Música para Todos'' se apresentam nesta segunda-feira (04), a partir das 15h no Salão Principal do Conservatório Maestro Paulino. O projeto tem coordenação de produção da ABC Projetos Culturais, é realizado através do Programa Municipal de Incentivo Fiscal à Cultura (PROMIFIC) e tem patrocínio da Belgotex do Brasil. 

O evento também conta com a presença de dois músicos ponta-grossenses: o cantor de rock João Pedro Carneiro, e o baixista Luis Liesenfeld, que apresentam, juntamente aos alunos, as músicas ensaiadas ao longo das aulas do projeto Música Para Todos. Serão apresentadas cinco composições clássicas nacionais e internacionais dos mais variados estilos. 

Desde 2016, o projeto “Música para Todos” leva o conhecimento da arte da música instrumental para crianças e adolescentes.  A Vara da Infância e Juventude faz a seleção do público atendido pelo projeto, considerando critérios principalmente ligados à vulnerabilidade social. O aprendizado musical e o acesso à produção artística, em prol da sensibilização musical e socialização das crianças e adolescentes são alguns dos principais objetivos do projeto. 

Teclado, flautas, violão, guitarra, bateria e contrabaixo são alguns dos instrumentos ensinados em sala. Durante as aulas, os instrutores mostram os instrumentos e explicam sobre arranjos e acordes musicais. Em seguida, o aluno aprimora os conhecimentos das aulas praticando com os instrumentos em mãos. Também são trabalhadas a criatividade, a percussão corporal e a coordenação motora durante as aulas semanais. De acordo com Ricardo Corrêa, o retorno das atividades presenciais do projeto em 2022 possibilitou que os alunos aproveitassem melhor os instrumentos na sala de aula do que na modalidade online, apenas observando pela tela.

O músico também comenta que a apresentação tem o intuito de aproximar os alunos da realidade dos músicos profissionais. “Esse encontro permite que os estudantes possam ouvir relatos dos músicos profissionais que vão se apresentar com eles, que atuam na cena local e viajam levando sua música para outros lugares. A ideia é mostrar que a arte pode ser uma oportunidade de profissão, e assim como qualquer profissão, requer estudo, disciplina e dedicação, além de talento e força de vontade”, explica.