Aluna da UEPG apresenta TCC sobre trajetória como autista

Objetivo do trabalho é de contribuir para a formação de professores e repensar a inclusão na educação

Como é ser uma pessoa do espectro autista na área acadêmica? A pergunta foi tema do trabalho de conclusão de curso de Loriane Mierzva, aluna do curso de Licenciatura em Artes Visuais, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Intitulado ‘Inclusão e História de Vida Pessoal e Acadêmica’, o trabalho foi apresentado no último dia 23. No projeto, Loriane aborda sua trajetória de vida, com o objetivo de contribuir para a formação de professores e repensar a inclusão na educação.

O TCC de Loriane fala sobre transtornos globais de desenvolvimento, inclusão e história da aluna. “Apresentei todas as dificuldades que tive com escolas conceituadas que não sabiam o que era inclusão. Nos dias de hoje, se faz necessário conhecimento e preparo na educação para inclusão, embora exista apenas em tese, pois a realidade é outra”.

Durante a graduação, Loriane teve contato com áreas que sempre se interessou, como pinturas, fotografia e artes em geral. A experiência possibilitou, também, que a aluna pudesse exercer a didática como professora. “Nunca havia me imaginado como professora e tive essa experiência dando essas aulas nos estágios. Isso foi muito importante para mim, pois estou me formando em artes visuais, o que levarei por toda minha vida”, explica.

Sua orientadora de TCC, professora Ana Luiza Ruschel Nunes, explica que o tema foi negociado com Loriane, de forma dialogada e sem imposições. “Mas nós queríamos propor que ela contasse sua história de vida. Isso seria uma forma de conscientização na compreensão dos limites e possibilidades de seus transtornos”. Loriane aceitou e a dupla iniciou os trabalhos para produzir uma autobiografia, de seu percurso pessoal e acadêmico, sempre com intermediação de seus pais. “A cada dia ela gostava mais do tema, das buscas teóricas e da construção de um portfólio de sua produção durante o curso”, ressalta Ana.

Loriane conta que, durante a apresentação, estava um pouco nervosa, “mas, como conhecia as pessoas que estavam assistindo, me tranquilizei. Agradeço aos meus pais, professores e colegas, que, mesmo diante do desconhecido, foram atrás e conseguiram mudar todo o sistema para poder trabalhar com uma aluna autista”. A acadêmica ressalta que sua passagem pela universidade foi um aprendizado para todos, “pois eles agora estão prontos para receber outros alunos com transtornos. Meu agradecimento especial à minha orientadora, que me ajudou muito, e juntas vamos transformar meu TCC em livro”.


Inclusão

Por ser uma pessoa do espectro autista, cursar a faculdade foi uma experiência totalmente nova e de superação para Loriane. “No começo, encontrei algumas dificuldades, por estar em um lugar novo e desconhecido e pelas pessoas que nunca tinha visto antes, mas fui me acostumando com eles e fui fazendo amizades”, conta.

Ao longo dos anos na Universidade, a estudante pôde contar com a ajuda dos professores do curso. Ana ressalta que Loriane foi uma ótima aluna, porém, reservada. “O Colegiado do Curso fez reuniões com os pais para compreender melhor o transtorno global de desenvolvimento e buscar alternativas de como estabelecer estratégias de relação interpessoal com Loriane”. Os professores também discutiram o tempo pedagógico e a avaliação da aprendizagem nas disciplinas. “Foi uma acolhida e caminho para uma inclusão de uma aluna autista no ensino superior na área de Artes Visuais”.

Após concluir o curso, a estudante já venceu algumas barreiras. De acordo com a professora, a aluna já que apresenta maior desenvoltura na comunicação e trabalha em estudos teóricos de forma mais autônoma. “Loriane é uma acadêmica vitoriosa e um exemplo de inclusão na UEPG e no Curso de Licenciatura em Artes Visuais”, finaliza.


Com informações da assessoria de imprensa da UEPG

Empreiteira conclui obras na UBS Sady Silveira em Olarias

Empreiteira conclui obras na UBS Sady Silveira em Olarias...

Maio chega com geadas e temperatura máxima de 13 Cº

Maio chega com geadas e temperatura máxima de 13 Cº...

Municípios começam a receber lote com 309 mil vacinas

Municípios começam a receber lote com 309 mil vacinas...

PG terá mutirão de imunização de pessoas de 60 a 62 anos

PG terá mutirão de imunização de pessoas de 60 a 62 anos...

Contran define novas datas para o exame toxicológico

Contran define novas datas para o exame toxicológico...

Capa da edição desta sexta-feira (30/04/2021) do JM

Capa da edição desta sexta-feira (30/04/2021) do JM...

PG ganha usina termoelétrica a biogás nesta sexta

PG ganha usina termoelétrica a biogás nesta sexta...

Região amplia saldo de empregos neste início de ano

Região amplia saldo de empregos neste início de ano...

Confira a Coluna RC desta sexta-feira (30-04)

Confira a Coluna RC desta sexta-feira (30-04)...

Confira seu horóscopo para esta sexta-feira (30/04)

Confira seu horóscopo para esta sexta-feira (30/04)...

Bakri exalta ações para o crescimento do Paraná

Bakri exalta ações para o crescimento do Paraná...

Lei do eliminador de ar não tem validade em PG

Lei do eliminador de ar não tem validade em PG...

Moção pede prorrogação da isenção do IPTU 2021

Moção pede prorrogação da isenção do IPTU 2021...

Uma mensagem para o Dia do Trabalhador

Uma mensagem para o Dia do Trabalhador...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS