Arrecadação de ICMS cai quase 14% na região em maio

Valor caiu de R$ 94 milhões, em maio de 2019, para R$ 80,9 milhões no último mês em 2020


A arrecadação de ICMS do mês de maio mostra o impacto que o novo coronavírus trouxe no recolhimento de tributos em Ponta Grossa e na região dos Campos Gerais, naquele que foi o mês mais afetado pela crise gerada pela pandemia: abril. Isso ocorre porque o imposto pago em maio se refere às atividades econômicas (fato gerador) ocorridas no mês anterior, quando, por alguns dias, lojas estiveram fechadas e indústrias suspenderam suas atividades. Números revelados pela Delegacia Regional da Receita Estadual mostram que foram recolhidos R$ 52,9 milhões em Ponta Grossa, valor que é 17,8% inferior aos R$ 64,4 milhões de maio de 2019. Na região, a queda foi menor, de R$ 94 milhões em 2019 para R$ 80,9 milhões no último mês em 2020, o que representa uma baixa de 13,9%.

Em ambos os casos a retração foi inferior à registrada no Estado do Paraná, onde a baixa foi de 28,49%. Os R$ 2,55 bilhões acumulados em maio de 2019 retraíram para R$ 1,82 bilhão em maio de 2020. Em abril, os impactos foram menores e mais próximos em âmbito municipal, estadual e regional: baixa de 14,2% em Ponta Grossa (de R$ 64,9 mi para R$ 55,7 mi), 13,3% nos Campos Gerais (de R$ 93,5 mi para R$ 81,1 mi) e 14,3% no Paraná (de R$ 2,57 bi para R$ 2,02 bi).

A delegada da Receita Estadual na região, Audrey Grubba, aponta como um fato positivo a região e Ponta Grossa apresentarem um melhor resultado que o Estado, e ainda destaca ao analisar o mês de maio (2020), quase não houve queda na arrecadação do ICMS na regional em relação a abril (-0,23%). Ela explica que na regional, o comércio tem, em Ponta Grossa, uma participação proporcionalmente maior do que em municípios do interior da regional – como Telêmaco Borba, por exemplo, onde a indústria tem, proporcionalmente, muito mais peso na arrecadação de ICMS que o comércio. É isso que fez com que Ponta Grossa tivesse uma queda maior que a regional. “A redução da atividade econômica relacionada ao comércio no município de Ponta Grossa, por conta da pandemia no mês de abril, pode explicar o porquê da queda de arrecadação em maio”, diz.

Nessa mesma linha, segundo ela, como as atividades comerciais foram restabelecidas no município, de forma escalonada e com restrições no atendimento, a tendência é que o desempenho da arrecadação em junho apresente um resultado menos ruim. “Neste sentido, a decisão de reabrir o comércio de Ponta Grossa, mesmo com todas as medidas de segurança que o momento impõe), tende a refletir-se em uma melhor arrecadação de ICMS nos meses de junho e julho”, relata Audrey.


Retração em Ponta Grossa no acumulado do ano é de 8,37%

No acumulado de janeiro a maio deste ano em Ponta Grossa, a arrecadação do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) já apresentou uma retração de 8,37%, na comparação com os cinco primeiros meses de 2019. No total, foram pagos pelas empresas do município R$ 321,6 milhões em 2020, enquanto que no ano passado o montante acumulado era de R$ 351 milhões. Já junto aos 22 municípios da região, foram obtidos R$ 461,6 milhões neste ano, contra R$ 481,9 milhões no ano passado, o que representa uma queda de 4,2%. Enquanto isso, no Paraná, a queda média do ICMS está abaixo da municipal e acima da regional, com uma retração de 5,91%, de R$ 12,9 bilhões (2019) para R$ 12,1 bilhões (2020). Entre abril e maio o Paraná perdeu de arrecadar mais de R$ 1,1 bilhão de ICMS.


Cervejarias lideram ranking

Mesmo na época de crise, as cervejarias mantêm a liderança no recolhimento de impostos. A empresa que mais pagou tributos de ICMS em toda a região neste ano foi a Heineken, instalada no Distrito Industrial de Ponta Grossa, seguida pela Ambev, também do setor cervejeiro, localizada em Ponta Grossa, na divisa com Tibagi. A Klabin, com unidades em Ortigueira e Telêmaco Borba, foi a terceira colocada, seguida pela Lactalis, instalada em Carambeí. Na quinta posição aparece a Arauco.

Prefeitura inicia inscrições para o selo ‘Made in PG’

Prefeitura inicia inscrições para o selo ‘Made in PG’...

BRF amplia ações protetivas em PG para prevenir a Covid

BRF amplia ações protetivas em PG para prevenir a Covid...

Aline Sleutjes indica R$ 2 mi para Hospital de Telêmaco Borba

Aline Sleutjes indica R$ 2 mi para Hospital de Telêmaco Borba...

Explosão de casos faz Rangel tomar medidas restritivas em PG

Explosão de casos faz Rangel tomar medidas restritivas em PG...

Bar.baridade inova com o delivery de pratos e oferta de drinks

Bar.baridade inova com o delivery de pratos e oferta de drinks...

RodoNorte distribuirá kits para o projeto ‘Vidas na Estrada’

RodoNorte distribuirá kits para o projeto ‘Vidas na Estrada’...

Confira a Coluna RC desta Quinta-Feira (04-06)

Confira a Coluna RC desta Quinta-Feira (04-06)...

Confira seu horóscopo para esta Quinta-feira (04/06)

Confira seu horóscopo para esta Quinta-feira (04/06)...

Capa da edição desta quinta-feira (04/06/2020) do JM

Capa da edição desta quinta-feira (04/06/2020) do JM...

O auxílio e a má-fé

O auxílio e a má-fé...

Charge da edição desta quinta-feira (04/06/2020) do JM

Charge da edição desta quinta-feira (04/06/2020) do JM...

O meio ambiente está se reprogramando durante a Pandemia

O meio ambiente está se reprogramando durante a Pandemia...

Potencial de consumo de PG atinge R$ 8,9 bi

Potencial de consumo de PG atinge R$ 8,9 bi...

Governo começa notificar servidores que pediram auxílio

Governo começa notificar servidores que pediram auxílio...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS