Nós somos inovadores por essência e a educação é a luz no fim do túnel

Por Dinamara P. Machado e Gisele do Rocio Cordeiro

Durante muitos e muitos anos de docência, ouvimos de outras áreas e até mesmo de profissionais sensacionalistas em suas palestras, que tudo mudou menos a escola. Foram anos e anos engolindo a seco ou apenas saindo dos auditórios por ter a certeza que no cotidiano das salas de aulas, tínhamos incorporado os avanços da psicologia, e aquela criança que os pais não entendiam, tinham espaço nas antigas salas de reforço. Sabíamos que aquela metodologia do feijão no algodão revelaria no futuro, o engenheiro ambiental, o matemático (...) que aprendeu em tenra idade a fazer projeções.

Muito antes do modismo dos jogos em distintos cenários, tínhamos a certeza de que a ludicidade proporcionava e proporciona foco absoluto e torna qualquer atividade espontânea e produtiva, mas muitos acreditavam que era apenas um joguinho e que a criança ou adolescente estava perdendo tempo na escola, afinal, em vez de aprender, estavam jogando com os coleguinhas. Em tempo, temos distintas teorias que embasam o trabalho lúdico para aprendizagem que perpassam desde Froebel até Csikszentmihalyi com sua Teoria do Flow.

Como nossa carreira é longa, durante muitos anos percebemos que surgem receitas que se dizem milagrosas, ou seja, empresas de eventos que pegam alguma tendência e começam a espalhar aos quatro ventos que descobriram o eldorado na aprendizagem. Desconfie, desconfie sempre!  Afinal, aprendizagem acontece do plural para o singular, ninguém pode aprender por outrem. O que nós professores podemos fazer é utilizar diferentes estratégias de transposição didática, a partir de recursos analógicos e digitais, do papel político, respeitando os limites e limitações do estudante e famílias, na certeza de que nossa profissão somente existe por termos um estudante e seus familiares do outro lado, e mesmo que não saiba ou compreenda, a aprendizagem é o que libertará e o aprisionará nessa sociedade líquida e exponencial. 

Somos rotuladas como as “tias”, aquelas que não tem poder econômico, de dinossauros, as que usam colar de pérolas e laquê no cabelo (...). Vamos esclarecer rapidamente, não somos “tias”, pois fazemos que a aprendizagem cause estranheza diante da realidade da vida, ou melhor, somos para muito além de lembranças de domingo depois do almoço, estamos presentes cinco dias por semana, e quando na Educação Infantil, oito horas por dia, ensinamos convivência, as primeiras letras e o filosofar com Pequeno Príncipe. Quanto ao sermos dinossauros, mesmo antes da pandemia, já tínhamos assumido que com a linguagem de programação LOGO podíamos ensinar principalmente para aqueles que tinham dificuldade. Uma pequena tartaruga já fez muita diferença na vida de muitos adultos empreendedores.  Pérolas e laquê, somos vaidosas, e sim, nossos estudantes merecem nos reconhecer como se estivéssemos com aquele visual de festa, pois toda aula é um encontro social para o desenvolvimento da aprendizagem, e o florescimento de um ser mais humano.

Pense na atuação dos professores e professoras para além de rótulos, se é tradicional ou inovadora, se tem competências digitais (...), afinal, eles têm feito seu papel social, e com erros e acertos, saímos de um país que vivia num mar de analfabetos na virada do século XX, para 18% da população brasileira com Educação Superior no século XXI.  Ainda temos muitas lutas em prol de ensinar tudo para todos, abranger a diversidade social ainda é um grande desafio, porém, respeitar a inteligência e os sentimentos dos aprendizes, conforme preconizou Comênio, ainda é fundamental, assim, rótulos apenas caem pelo tempo diante do legado dos professores pela educação do nosso país.

O que temos certeza é que a sociedade precisa de HUMANOS éticos, responsáveis por seus atos e corresponsáveis pelo desenvolvimento social, felizes pela conquista do amor da sua vida, do respeito dos seus familiares, amigos e colegas, que consigam enxergam o outro e exerçam alteridade e compaixão.

Se ainda não está convencido que somos inovadores por essência, dedique cinco minutos do seu tempo e veja inúmeras superações no último semestre. Seu filho, seu sobrinho (...) continuam aprendendo, pela televisão, por material, por mensagem (...). Finalmente essa criança, esse adolescente, esse idoso está sendo visto. E se não acreditar no poder transformador da educação, pare o mundo com seu poder avassalador e sua carreira de sucesso e tenha apenas humildade de parabenizar aquela professora que te ensinou as primeiras letras.

Parabéns para nós professores, e que possamos acreditar todos os dias que podemos trazer o Humano do Humano. E a partir de nossa concepção cristã “nunca, jamais desanimes embora venham ventos contrários”. Parabéns, parabéns, parabéns.

 

Autoras:

Dinamara P. Machado é diretora da Escola Superior de Educação do Centro Universitário Internacional Uninter.

Gisele do Rocio Cordeiro é coordenadora da área de educação do Centro Universitário Internacional Uninter.

 

Capa da edição desta quinta-feira (15/10/2020) do JM

Capa da edição desta quinta-feira (15/10/2020) do JM...

Sesc promove o Dia do Consumo Consciente

Sesc promove o Dia do Consumo Consciente...

Avanços na Educação

Avanços na Educação...

PIB da agropecuária do PR cresce 9,36% durante a pandemia

PIB da agropecuária do PR cresce 9,36% durante a pandemia...

Incêndio em caminhão mobiliza bombeiros em PG

Incêndio em caminhão mobiliza bombeiros em PG...

Égua tenta se esquivar de ‘garanhão’ e cai em bueiro

Égua tenta se esquivar de ‘garanhão’ e cai em bueiro...

Mulher de 87 anos morre vítima da covid-19 em PG

Mulher de 87 anos morre vítima da covid-19 em PG...

Caixa reduz os juros para financiamento de imóveis

Caixa reduz os juros para financiamento de imóveis...

PG terá 4 escolas cívico-militares, anuncia Sandro Alex

PG terá 4 escolas cívico-militares, anuncia Sandro Alex...

Charge da edição desta quinta-feira (15/10/2020) do JM

Charge da edição desta quinta-feira (15/10/2020) do JM...

Caminhão derrama combustível e interdita PR-151

Caminhão derrama combustível e interdita PR-151...

Deputados aprovam R$ 2,2 mi para o combate à corrupção

Deputados aprovam R$ 2,2 mi para o combate à corrupção...

Ivaí terá apenas dois nomes na disputa pela Prefeitura

Ivaí terá apenas dois nomes na disputa pela Prefeitura...

Consumo de GNV cresce após queda de preço no Paraná

Consumo de GNV cresce após queda de preço no Paraná...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS