PUBLICIDADE

Athletico segura o Palmeiras e vence na Arena

Furacão abre vantagem com um 1x0 no jogo de ida nas semifinais da Libertadores

Ex-técnico do Operário, Paulo Turra comandou o Athletico após expulsão de Felipão
Ex-técnico do Operário, Paulo Turra comandou o Athletico após expulsão de Felipão -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O Athletico Paranaense saiu na frente do Palmeiras na semifinal da Libertadores. Nesta terça-feira (30), o Furacão derrotou o Verdão, atual bicampeão, por 1 a 0, na Arena da Baixada, em Curitiba. Foi a primeira derrota dos paulistas nesta edição da competição.

O rubro-negro paranaense, que busca retornar à final do maior torneio do continente após 17 anos, tem a vantagem do empate na partida de volta, na próxima terça-feira (6/9), às 21h30 (horário de Brasília), no Allianz Parque, em São Paulo. O clube alviverde precisa ganhar por dois ou mais gols de diferença para se classificar à terceira decisão seguida de Libertadores ainda no tempo normal. Se vencer por um gol, a decisão será nos pênaltis.

Ambos os times foram a campo modificados. Titulares habituais no Athletico, o meia David Terans e o atacante Pablo deram lugar a Alex Teixeira e Vitor Roque, respectivamente, na escalação de Luiz Felipe Scolari. No Palmeiras, com as ausências do volante Danilo e do meia Gustavo Scarpa, suspensos, Abel Ferreira escolheu Gabriel Menino e Flaco López. O argentino assumiu o centro do ataque, com Rony na ponta esquerda.

O Palmeiras começou o jogo melhor e teria saído na frente logo aos cinco minutos, não fosse a oportunidade desperdiçada por Flaco López. O argentino tabelou com o também atacante Dudu, mas finalizou ao lado, na cara do goleiro Bento. O Athletico encaixou a marcação e abriu o placar. Aos 21, Vitor Roque foi lançado na área pelo lateral Khellven, dominou e rolou para Alex Santana girar e chutar no canto, coroando a mudança promovida por Felipão. Bem postado, o Rubro-Negro deu pouca brecha para o Verdão assustar, com exceção de uma cabeçada de López, aos 43 minutos, após cruzamento do atacante Rony.

O Verdão retornou do intervalo pressionando o Furacão, que tentava sair nos contra-ataques, mesmo encontrando mais dificuldades para isso que no primeiro tempo. A missão dos anfitriões ganhou contornos dramáticos a partir dos 25 minutos, com a expulsão do volante Hugo Moura, que esperou a marcação de uma falta e colocou a mão na bola, recebendo o segundo cartão amarelo. Três minutos depois, Felipão levou o vermelho, por reclamação. O Palmeiras subiu as linhas e apertou o Athletico, que segurou a vantagem até o apito final.

As equipes mudam temporariamente a chave para o Campeonato Brasileiro e voltam a campo neste sábado (3), às 19h. O Athletico recebe o Fluminense na Arena da Baixada, enquanto o Palmeiras encara o Red Bull Bragantino no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP). Os duelos valem pela 25ª rodada.

As informações são da Agência Brasil

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE