IMM e Ajufe certificam Maranhão por realizar mais de100 mil cursos para detentos | aRede
PUBLICIDADE

IMM e Ajufe certificam Maranhão por realizar mais de100 mil cursos para detentos

Através da plataforma, os detentos de todo o estado tiveram a oportunidade de se qualificar em temas como educação, administração, governança doméstica, informática e saúde & bem-estar

evento aconteceu na Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 2, na última sexta-feira (12)
evento aconteceu na Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 2, na última sexta-feira (12) -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Mais de 100 mil detentos concluíram os cursos ofertados pela plataforma do Instituto Mundo Melhor no estado do Maranhão. Esse marco histórico na educação do sistema prisional resultou em uma certificação inédita, concedida pelo IMM e pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), para o estado maranhense. O evento aconteceu na Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 2, na última sexta-feira (12), e durante a solenidade houve também a entrega de certificação acadêmica para os apenados.

“É uma grande satisfação. São 110 mil certificados somente de uma instituição. Isso demonstra o quanto o Governo do Estado vem investindo em educação no sistema prisional, desde a alfabetização, até o ensino superior, passando por cursos de capacitação e qualificação”, celebrou o secretário de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), Murilo Andrade. 

Através da plataforma, os detentos de todo o estado tiveram a oportunidade de se qualificar em temas como educação, administração, governança doméstica, informática e saúde & bem-estar. Todos os cursos disponíveis no ambiente virtual do IMM são desenvolvidos pela Woli Treinamento e Consultoria de Araxá (MG), com certificação acadêmica da FGW - Faculdade de Gestão Woli.

“Com nossas ferramentas de trabalho e a rede formada com nossos parceiros, como no Maranhão, conseguimos colaborar na transformação social dos detentos. Através de ações conjuntas e organizadas, podemos enfrentar as dificuldades e vislumbrar um mundo melhor para o nosso país”, pontua a presidente do IMM, Cirlei Simão Pauliki.

Uma nova oportunidade

A certificação foi entregue ao Governo do Maranhão pelo presidente da Ajufe, o juiz federal Nelson Alves; e pelo coordenador do projeto Mundo Melhor na Ajufe, o juiz federal Rafael Wolff.  “Os reeducandos estão tendo essa oportunidade de, por meio da educação, terem o seu processo de ressocialização. Todos cometem erros, mas o importante é que eles saíam daqui com oportunidade, qualificados e contribuam com a vida em sociedade”, ressalta o presidente da Ajufe, Nelson Alves. 

Rafael Wolff acredita que o Maranhão acertou em investir em educação no sistema carcerário. “É muito importante lembrar que a educação é a força motor da ressocialização. É o modo pelo qual esses reeducandos vão retornar para a sociedade com um sustento lícito e terão uma inspiração para ter uma vida melhor”, enfatiza.

“É um momento muito importante. No local que eu me encontro é sempre uma gratificação se destacar em alguma coisa”. Esse relato é de Yohanna Sousa. Ela cumpre pena de detenção em regime fechado no Complexo Penitenciário de São Luís e foi uma das 80 pessoas privadas de liberdade que receberam certificação presencial pela conclusão de cursos ofertados aos apenados.

Com informações Agência de Notícias do Maranhão e assessoria 

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE