PUBLICIDADE

Certidão de óbito mostra causas da morte de Pelé

Foram apontadas quatro causas para o falecimento

O velório, aberto ao público, será realizado no Estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, na segunda-feira (2)
O velório, aberto ao público, será realizado no Estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, na segunda-feira (2) -

Agência Brasil

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A certidão de óbito de Pelé, emitida nessa sexta-feira (30), mostra que a morte do Rei do Futebol foi causada por adenocarcinoma de cólon, broncopneumonia, insuficiência renal, e insuficiência cardíaca. Os médicos que atestaram o óbito foram Juliana Cardoso Zogheib e Cesar Martins da Costa. A morte ocorreu, segundo o documento, às 15h27 de quinta-feira (29).

O corpo de Pelé permanece no hospital Albert Einstein, na capital paulista, onde ele ficou internado por um mês antes de morrer. O velório, aberto ao público, será realizado no Estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, a partir das 10h (horário de Brasília) da próxima segunda-feira (2).

“O corpo seguirá do Hospital Albert Einstein direto para o estádio na madrugada de segunda-feira (2) e o caixão será posicionado no centro do gramado”, diz nota do Santos FC. O acesso de populares ao velório será feito pelos portões 2 e 3, enquanto as autoridades terão acesso pelo portão 10.

A cerimônia seguirá até as 10h de terça-feira (3), quando será realizado o cortejo pelas ruas de Santos, que passará pelo Canal 6, onde mora a mãe de Pelé, dona Celeste, seguindo até a Memorial Necrópole Ecumênica, para o sepultamento reservado aos familiares.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE