PUBLICIDADE

PR formou mais de 123 mil profissionais de saúde em quatro anos

Expansão na oferta de especialização, capacitação e graduação atende a estratégia de regionalizar o atendimento à saúde, levando o atendimento o mais próximo possível das pessoas.

PR formou mais de 123 mil profissionais de saúde em quatro anos
PR formou mais de 123 mil profissionais de saúde em quatro anos -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Buscando fortalecer a regionalização e o atendimento no Paraná, a Secretaria de Estado da Saúde, (Sesa), por meio da Escola de Saúde Pública (ESPP), expande seus serviços de aprimoramento de profissionais desta área. Foram realizados cursos de especialização, capacitação e graduação, alcançando 123.265 profissionais, desde 2019 até dezembro deste ano.

As atividades atendem diversos segmentos da saúde, como enfermeiros, médicos, agentes comunitários de saúde, psicólogos, agentes de combate a endemias, pesquisadores. Os cursos são abertos a profissionais do sistema público de saúde e também aos que não são vinculados a esse sistema.

“Estamos ampliando a capacidade de atendimento em diferentes níveis e, para isso, é imprescindível um grande respaldo em recursos humanos, o que é possível graças a estes investimentos em formação continuada dos nossos profissionais”, diz o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. “Desde o início da gestão, a orientação do governador Ratinho Junior é levar os serviços até o mais próximo possível da casa das pessoas. Hoje, temos mais de 123 mil profissionais para reforçar esse princípio”.

Ao todo, a ESPP disponibilizou 132 cursos de maneira gratuita, dos quais 121 aconteceram na modalidade de Educação a Distância (EAD), opção que cresceu na pandemia e que permitiu incrementar e expandir a oferta de formação para novos alunos.

Atualmente, a escola oferta, ainda, dois cursos em nível técnico, para enfermagem e saúde bucal; três em formação inicial, para cuidador de idoso, agente comunitário em saúde (ACS) e agente de combate a endemias (ACE); além de outros três treinamentos em condição de aperfeiçoamento para saúde mental na Atenção Primária, auditoria no SUS e competências essenciais em saúde pública. 

“Apenas neste ano, a ESPP capacitou mais de 31 mil novos profissionais em programas que contam inclusive com níveis de residência e pós-graduação. Para além das formações, a Sesa tem viabilizado, ainda, investimentos na produção de conhecimento científico, como publicação de artigos e projetos de educação permanente pela instituição, evidenciando a preocupação do Governo do Estado para ações também de longo prazo”, afirma o secretário.

FUNEAS – Desde 2016, a ESPP integra o quadro de instituições geridas pela Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Paraná (Funeas). Para o diretor diretor-presidente da fundação, Marcello Machado, a oferta de capacitação promovida pela Escola tem agregado não apenas em melhoria profissional aos agentes de saúde, mas em fortalecimento para toda a rede de serviços do Estado.

“A Funeas está muito contente com o desempenho da Escola de Saúde Pública e temos incentivado, juntamente com a Sesa, seu fortalecimento. Durante a pandemia, conseguimos realizar uma verdadeira transformação na capacidade docente da instituição, retomando os cursos e levando a capacitação para dentro da casa dos alunos. Hoje, a ESPP é uma força de amparo vital para a atuação em saúde de todo o Paraná”, destaca.

Formaturas

Neste mês de dezembro, a Sesa deu início à formação de mais de 300 técnicos em enfermagem, contemplando profissionais de todas as 22 Regionais de Saúde do Estado, em decorrência do Programa de Formação Técnica para Agentes de Saúde. Além disso, outros mil alunos concluíram as atividades e graduaram-se no Curso de Aperfeiçoamento em Saúde Mental para a Atenção Primária à Saúde, capacitação que teve início ainda em maio e contou com uma carga de 200 horas de aulas e atividades, contando também com apoio de monitoria.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE