PUBLICIDADE

Cachorro passa mal, e tutor descobre que animal ingeriu droga pesada

Animal ingeriu uma droga sintética estimulante que atua no sistema nervoso central e periférico

Animal ingeriu uma droga sintética estimulante que atua no sistema nervoso central e periférico
Animal ingeriu uma droga sintética estimulante que atua no sistema nervoso central e periférico -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

David Espinal e o cachorro Loki caminhavam pelas ruas de San Jose, na Califórnia (EUA), como fazem todos os dias. No entanto, o husky, de 10 anos, começou a correr freneticamente, sem nenhum estímulo aparente.

"Ele apenas decolou, e eu corri com ele", relatou o tutor em entrevista ao canal NBC. "Correu de um lado para o outro na rua por uns bons dez a 15 minutos." O comportamento bizarro continuou quando a dupla já estava em casa. Sendo assim, diante do descontrole canino, David partiu com o animal para uma clínica local.

Após uma série de exames, o tutor acabou surpreendido pelo diagnóstico dos veterinários: em algum momento do passeio, Loki ingeriu metanfetamina, uma droga sintética estimulante que atua no sistema nervoso central e periférico — o que explica a agitação incomum do animal.

"Não achava que ele poderia simplesmente vasculhar os arbustos e encontrar metanfetamina", lamentou o tutor. Mas, apesar do susto, Loki recebeu o tratamento adequado e se recuperou do transtorno.

Terra Schorpp, diretora da clínica que recebeu o husky, acrescentou que a ingestão de drogas por cães, infelizmente, têm sido cada vez mais corriqueiras: "Nossos médicos costumavam ver alguns casos por ano", informou. "Agora estamos vendo de um a dois por mês."

Informações do R7

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE