PUBLICIDADE

Avião que vinha do PR causa 'caos' no Aeroporto de Congonhas

Incidente durante o pouso em São Paulo cancelou dezenas de vôos que partiam ou chegavam de um dos principais aeroportos do país

Avião (foto) quase despencou para fora da pista do aeroporto
Avião (foto) quase despencou para fora da pista do aeroporto -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Dezenas de voos foram cancelados no aeroporto de Congonhas neste domingo (9) após um incidente com um avião de pequeno porte que fechou uma das pistas do local. A aeronave, um jato particular de uma empresa do ramo de construção civil sem autorização para táxi aéreo, teve seus pneus estourados durante o pouso.

De acordo com o último comunicado da Infraero, emitido na noite de domingo, as equipes técnicas sob responsabilidade da empresa proprietária da aeronave permaneciam trabalhando para a retirada do equipamento, que teve os trens de pouso danificados, sendo necessária uma prancha para a remoção da aeronave.

A pista principal ficou interditada, mas a auxiliar foi liberada para aviação executiva. Com o incidente, foram cancelados pelo menos 34 voos na chegada e 37 na saída.

Segundo o órgão, a aeronave tinha dois tripulantes e três passageiros, mas nenhum deles ficou ferido. O avião saiu às 12h16 de Foz do Iguaçu, no Paraná, e pousou em São Paulo por volta de 13h30. O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa), órgão vinculado ao Comando da Aeronáutica e o Cenipa, verificam as condições do local para apuração das causas do acidente.

Em nota, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disse que “reforça seu compromisso com a segurança da aviação civil brasileira”. A agência informou que está em contato com as companhias aéreas e o administrador aeroportuário para acompanhar a assistência aos passageiros afetados pelo incidente.

O aeroporto, que é um dos maiores do país, tem cerca de 225 voos por dia e só realiza voos nacionais. No entanto, com a expectativa de expansão do Aeroporto, após leilão de concessão vencido pela espanhola Aena em agosto, o secretário Nacional da Secretaria de Aviação Civil (SAC) do Ministério da Infraestrutura, Ronei Glanzmann, chegou a afirmar que a internacionalização do terminal paulistano deve sair nos próximos anos.

A empresa Aena passou a ser a responsável pela administração do aeroporto em agosto deste ano. A companhia já administra os terminais de Maceió, Recife, João Pessoa, Aracaju, Juazeiro do Norte e Campina Grande, arrematados na quinta rodada de concessão, em 2019.

Reflexo em Curitiba

No início da manhã desta segunda-feira, pelo menos dois voos que viriam do estado de São Paulo para Curitiba foram cancelados. Além disso, outros cinco que teriam como destino Congonhas ou Guarulhos (que está recebendo voos direcionados de outras cidades) foram suspensos.

Com informações da Rádio Banda B e CNN Brasil

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE