Atiradores matam casal no PR e filha de 7 anos pede ajuda

Filha mais velha das vítimas ficou com medo de sair de casa após o crime e só pediu ajuda quando o dia amanheceu; menina estava com a irmã bebê no colo

Filha mais velha das vítimas ficou com medo de sair de casa após o crime e só pediu ajuda quando o dia amanheceu; menina estava com a irmã bebê no colo
Filha mais velha das vítimas ficou com medo de sair de casa após o crime e só pediu ajuda quando o dia amanheceu; menina estava com a irmã bebê no colo -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Filha mais velha das vítimas ficou com medo de sair de casa após o crime e só pediu ajuda quando o dia amanheceu; menina estava com a irmã bebê no colo

Um crime chocante foi registrado no município de Matinhos, no litoral do Paraná. Atiradores encapuzados invadiram uma residência e renderam um casal em um dos quartos. Duas crianças também estavam no imóvel, mas foram poupadas pelos criminosos. Antes de tirar a vida do casal, os indivíduos ainda retiraram um bebê do cômodo e entregaram no colo da filha mais velha dos moradores, de sete anos. Na sequência, de acordo com o portal Folha do Litoral, os criminosos fecharam a porta do quarto e executaram Diego Camilo, de 36 anos, e Mhirley Evern Difert, de 38. Ambos tinham passagem pela polícia.

Criança pede ajuda para vizinhos no litoral do PR

O crime aconteceu pouco depois da meia noite da última sexta-feira (15). Os moradores do balneário Saint Etienne até chegaram a escutar o barulho de uma motocicleta na rua e depois alguns disparos, porém, como não perceberam nenhuma movimentação no imóvel não foram até o local.

Por volta das 7h, a filha mais velha do casal assassinado foi até a porta de um vizinho e pediu ajuda. A criança estava com a irmã, ainda bebê, no colo. De acordo com testemunhas, a menina revelou que ficou com medo de sair de casa durante a noite e esperou o dia amanhecer para pedir ajuda.

Quando os vizinhos foram até o imóvel da família encontraram Diego e Mhirley sem vida, dentro do quarto. A Polícia Militar (PM) foi acionada e o Instituto Médico Legal (IML) recolheu os corpos. Os atiradores não foram localizados. As crianças estão sob cuidados do Conselho Tutelar.

Com informações do Ric Mais. Clique aqui e leia sobre o caso