aRedeShopping aRedeNegócios Jornal da Manhã

Cotidiano

Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PL).

Foto: Alan Santos/PR.

Rodolpho Bowens | Cotidiano | 31/01/2022 as 20:45h

PF conclui que Bolsonaro não realizou crime em caso Covaxin

Em relatório enviado ao STF, a corporação afirmou que não ficou demonstrada a ocorrência de conduta criminosa

A Polícia Federal (PF) concluiu que não foi​ identificado crime de prevaricação do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PL), no caso da compra da vacina indiana Covaxin. Em relatório enviado nesta segunda-feira (31) à ministra Rosa Weber, relatora do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), a corporação afirmou que não ficou demonstrada de forma material a ocorrência de conduta criminosa.

A PF ainda informou à magistrada que avaliou desnecessário interrogar Bolsonaro no caso. Uma das principais suspeitas contra o governo Bolsonaro até aqui, o caso Covaxin, que se tornou centro da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado e inflamou protestos pelo impeachment do presidente, expôs contradições no discurso bolsonarista sobre vacinas e combate à corrupção.

A suspeita de prevaricação foi atribuída ao chefe do Executivo pelo deputado Luis Miranda (DEM-DF) e o seu irmão, o servidor Luis Ricardo Miranda. Em depoimento, o deputado afirmou ter alertado o presidente sobre supostas irregularidades na compra da Covaxin, vacina indiana contra a covid-19.

O encontro, segundo o congressista, teria ocorrido em 20 de março. A conversa com o presidente teria sido presencial. Segundo relato de Miranda, Bolsonaro teria ligado o líder do governo, deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), às supostas irregularidades. Luis Ricardo, que era chefe da divisão de importação da Saúde, relatou ao MPF (Ministério Público Federal) ter sofrido pressão incomum para assinar o contrato.

O documento da Polícia Federal, de 52 páginas, foi assinado pelo delegado William Tito Schuman Marinho. O policial atua no setor encarregado de inquéritos nos tribunais superiores. Marinho afirmou que, "ausente o dever funcional do presidente da República Jair Messias Bolsonaro de comunicar eventuais irregularidades de que tenha tido conhecimento - e das quais não faça parte como coautor ou partícipe - aos órgãos de investigação, como a Polícia Federal, ou de fiscalização, não está presente o ato de ofício" que poderia caracterizar o crime.

De acordo com o policial, "juridicamente, não é dever funcional (leia-se: legal), decorrente de regra de competência do cargo, a prática de ato de ofício de comunicação de irregularidades pelo presidente da República". Assim, concluiu o delegado, ainda que o presidente não tenha agido, não se pode ser imputado o crime de prevaricação no contexto dos fatos analisados no inquérito. A prevaricação ocorre quando o agente público retarda ou deixa de praticar ato de ofício para satisfazer interesse próprio. A apuração foi instaurada em julho do ano passado a pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República), após pressão de Rosa Weber.

Com informações: Paraná Portal.

email sharing button
email sharing button
email sharing button
email sharing button

PUBLICIDADE

Recomendados

Despachante presta consultoria para aquisição de armas em PG
Imobiliária abre vagas e contrata corretores em PG
Lavanderia 60 minutos é opção de economia e agilidade em PG
Publicidade
Frango no Pote realiza ação especial no mês das mães
Triângulo Carnes tem ofertas especiais para o dia das mães
Unopar oferta atendimento para gestantes, mães e crianças
PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ponta Grossa 16/05/2022 ás 17:28h
Vamos Ler 16/05/2022 ás 17:00h
Mix 16/05/2022 ás 16:51h
Publicidade
Vamos Ler 16/05/2022 ás 16:15h
ao vivo 16/05/2022 ás 15:49h
Ponta Grossa 16/05/2022 ás 15:45h
Vamos Ler 16/05/2022 ás 15:35h
Publicidade
Campos Gerais 16/05/2022 ás 15:28h
Ponta Grossa 16/05/2022 ás 15:02h
Vamos Ler 16/05/2022 ás 14:30h
ao vivo 16/05/2022 ás 13:49h
Ver Mais
PUBLICIDADE

PONTA GROSSA

Ponta Grossa | 16/05/2022 ás 13:47h

Super bebê de 4,8 quilos nasce no Humai-UEPG

Ponta Grossa 16/05/2022 ás 13:46h
Ponta Grossa 16/05/2022 ás 11:30h
PUBLICIDADE
Ponta Grossa 16/05/2022 ás 11:06h
Ponta Grossa 16/05/2022 ás 09:42h
Ponta Grossa 16/05/2022 ás 08:55h
PUBLICIDADE

COTIDIANO

Cotidiano | 16/05/2022 ás 13:39h

Estrada do Socavão recebe R$ 10 milhões via Aline Sleutjes

Cotidiano 16/05/2022 ás 11:57h
Cotidiano 16/05/2022 ás 11:21h
PUBLICIDADE
Cotidiano 16/05/2022 ás 11:05h
Cotidiano 16/05/2022 ás 10:38h
Cotidiano 16/05/2022 ás 10:25h
PUBLICIDADE

CAMPOS GERAIS

Campos Gerais | 16/05/2022 ás 09:16h

Homem é preso após tentativa de furto em Piraí do Sul

Campos Gerais 16/05/2022 ás 08:41h
Campos Gerais 15/05/2022 ás 20:51h
PUBLICIDADE
Campos Gerais 15/05/2022 ás 17:36h
Campos Gerais 14/05/2022 ás 10:30h
Campos Gerais 13/05/2022 ás 18:39h
PUBLICIDADE

MIX

Mix | 14/05/2022 ás 09:00h

MODA: Estampa pode expressar muito mais do que uma imagem

Mix 14/05/2022 ás 06:30h
Mix 13/05/2022 ás 09:40h
PUBLICIDADE
Mix 13/05/2022 ás 09:16h
Mix 13/05/2022 ás 06:30h
Mix 12/05/2022 ás 17:30h
PUBLICIDADE

ESPORTE

Esporte | 15/05/2022 ás 14:26h

Lutadores de PG participam de competição em Curitiba

Esporte 14/05/2022 ás 22:46h
Esporte 14/05/2022 ás 16:20h
PUBLICIDADE
Esporte 13/05/2022 ás 20:56h
Esporte 12/05/2022 ás 16:42h
Esporte 12/05/2022 ás 12:59h
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

VAMOS LER

Vamos Ler | 16/05/2022 ás 17:50h

Vamos Ler destaca amostra cultural em Piraí do Sul

PUBLICIDADE

BOM DIA ASTRAL

Bom Dia Astral | 15/05/2022 ás 20:11h

Confira seu horóscopo desta segunda-feira (16/05)

EMPREGOS

Empregos | 15/05/2022 ás 20:15h

Confira as vagas de emprego desta segunda-feira (16/05)

PUBLICIDADE

MAIS LIDAS

Vamos Ler | 16/05/2022 ás 17:50h

Vamos Ler destaca amostra cultural em Piraí do Sul

Ponta Grossa 16/05/2022 ás 17:28h
Vamos Ler 16/05/2022 ás 17:00h
Mix 16/05/2022 ás 16:51h
Vamos Ler 16/05/2022 ás 16:15h
PUBLICIDADE