PUBLICIDADE

Carambeí obtém aval do DER para obras no entorno da Ambev

Município busca viabilizar a pavimentação da Estrada do Areião e a construção de uma rotatória na entrada da fábrica, além de uma pista de desaceleração

Prefeita Elisangela Pedroso (PSB), concedeu entrevista ao Jornal da Manhã e Portal aRede na última semana
Prefeita Elisangela Pedroso (PSB), concedeu entrevista ao Jornal da Manhã e Portal aRede na última semana -

Allyson Santos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A Prefeitura Municipal de Carambeí já obteve o aval do Departamento de Estradas e Rodagem (DER-PR) para a realização de projetos estruturais no entorno do terreno onde será instalada a nova fábrica da Ambev. A informação foi divulgada pela prefeita Elisangela Pedroso (PSB), em entrevista concedida ao Jornal da Manhã e Portal aRede na última semana. 

Desde o anúncio da instalação da indústria, em junho deste ano, a gestão tem se movimentado para viabilizar a pavimentação asfáltica da Estrada do Areião e a construção de uma rotatória na entrada da fábrica, além de uma pista de desaceleração. Segundo a chefe do Executivo, o projetista do município finalizou o projeto e, no momento, ele segue sob análise da equipe de engenharia da Ambev. Até a publicação desta reportagem, não foram revelados prazos ou valores referentes aos projetos.

Em entrevista concedida ainda no mês de agosto, Elisangela explicou que o projeto de asfaltamento estava paralisado desde 2018. “Conseguimos retomar essa iniciativa. Com a vinda da Ambev, tivemos que modificar alguns detalhes do projeto”, disse. No dia 5 de agosto, ela participou de uma reunião junto ao superintendente regional do DER-PR, engenheiro Hamilton Boing. O encontro, que também teve presença de membros da equipe técnica da gestão municipal, colocou em pauta a necessidade das obras. No dia 24 de agosto, a gestora esteve na sede da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística, em Curitiba, para ajustar o projeto de pavimentação.

Construção da nova fábrica

De acordo com a prefeita, o processo de terraplanagem do terreno que receberá a nova sede da Ambev deve começar a partir do momento em que forem liberadas as licenças ambientais. “Já tivemos a licença prévia e, neste momento, aguardamos a licença de implantação. Assim que isso ocorra, serão iniciados os trabalhos”, esclareceu Elisangela.

A fabricante de bebidas Ambev escolheu Carambeí, nos Campos Gerais, para instalar a maior fábrica de vidros sustentáveis do País, em um investimento de mais de R$ 870 milhões. O protocolo de intenções havia sido assinado com o Governo do Estado no fim do ano passado. A construção deve começar neste ano, com a criação de 1,5 mil vagas de emprego durante a obra. A partir do início da operação, projetada para ocorrer em 2025, serão entre 300 e 400 postos diretos.

A planta industrial vai produzir garrafas a partir da reciclagem de cacos recolhidos, fruto de parcerias com empresas de logística reversa e cooperativas da região. Serão produzidas garrafas dos tipos long neck, 300 ml, 600 ml e 1 litro para diversos rótulos da empresa, como Brahma, Skol, Budweiser, Stella Artois, Becks e Spaten. A capacidade produtiva é de até 500 milhões de garrafas por ano, dependendo do tipo. A fábrica vai abastecer cervejarias do Paraná e de diversos outros estados.

Vagas de emprego na Ambev

A Prefeitura de Carambeí está buscando parceria com o ‘Sistema S’, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), para ofertar e qualificar mão de obra especializada já visando a instalação da Ambev. Elisangela Pedroso, se reuniu com representantes do setor de Recursos Humanos da Ambev e representantes do ‘Sistema S’ para discutir a oferta de cursos para a formação inicial de 40 pessoas para as áreas de eletrotécnica e eletromecânica.

“Esses serão os primeiros profissionais a serem recrutados para o início das operações da Ambev em Carambeí. O Senai fará a formação desta mão de obra e os treinamentos pela indústria serão ministrados no Rio de Janeiro e México”, disse Elisangela. Ela também destacou a importância da população estar atenta aos chamados para a inscrição dos cursos que serão requisitos essenciais para garantirem uma vaga de emprego na nova fábrica. “Assim que terminarmos as tratativas com o Senai para inicializar os cursos, serão abertas as inscrições para a população, o qual faremos uma ampla divulgação”, destacou.

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE