Lideranças regionais solicitam melhorias na PR-151

Prefeitos estiveram reunidos com o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Augustinho Zucchi

Prefeitos estiveram reunidos com o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Augustinho Zucchi
Prefeitos estiveram reunidos com o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Augustinho Zucchi -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Prefeitos estiveram reunidos com o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Augustinho Zucchi

A Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) participaram de uma reunião junto ao secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Augustinho Zucchi. Na oportunidade, a realização de melhorias estruturais na PR-151 esteve entre as demandas regionais elencadas pelos gestores municipais. 

Os prefeitos de Palmeira, Sérgio Belich, e de São João do Triunfo, Abimael do Valle, solicitaram atenção por parte do Estado em relação ao cenário observado na rodovia. “O problema da PR-151 é muito grave. Precisa de um planejamento grande”, ressaltou Abimael, citando as ‘inúmeras’ vidas que estão sendo perdidas no trecho. Belich lembrou de outros projetos que já foram apresentados anteriormente, incluindo a duplicação do trecho entre Palmeira e Ponta Grossa e a realização de obras até São João do Triunfo. “Isso já vem de alguns anos”, disse.

Intervenções

Conforme o secretário de obras, enquanto uma reestruturação não for possível, ao menos o Estado deve “intervir emergencialmente”, tendo em vista as atuais condições da estrada.  Além de situações pontuais, os prefeitos da região falaram sobre as dificuldades dos municípios menores quanto à realização de projetos na área do Desenvolvimento Urbano. 

“É o que mais implica para os municípios pequenos na obtenção de recursos”, apontou o presidente da AMCG e prefeito de Piraí do Sul, Henrique Carneiro. Ele lembrou que, em seu município, o último convênio junto à ParanaCidade ocorreu em 2006. “Para os municípios pequenos, o custo é muito alto”, destaca. Vice-presidente da Associação e prefeita de Carambeí, Elisangela Pedroso, questionou a possibilidade de parceria entre os municípios e a ParanaCidade para a realização de projetos. “Poderíamos contar com um banco de projetos”, sugeriu.

Compromisso

Zucchi assumiu a Pasta de Obras Públicas ainda neste ano, mas destacou que foram mais de R$ 1 bilhão destinados aos municípios, sendo R$ 800 milhões a fundo perdido. “Dificilmente deixamos de atender algum município paranaense”, garantiu. Conforme o presidente da AMCG, o secretário conhece as necessidades das Prefeituras, já que foi prefeito municipal de Pato Branco por duas gestões. “É um secretário municipalista”, avalia.

‘Projetek’ dá apoio aos municípios

O ‘Projetek’ deve amenizar a ‘falta’ de projetos nos municípios pequenos. Engenheiro da AMCG, Lucas Hyckzy, apresentou, durante a reunião dos prefeitos, o projeto do Governo do Estado em parceria com a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) que deve contemplar os municípios com menos de 30 mil habitantes. “Nos últimos 15 dias a Associação vem identificando os municípios que pretendem ter seus projetos realizados pelo Escritório que será montado na instituição de ensino”, aponta, citando que Arapoti, Carambeí, Curiúva, Ivaí, Ortigueira, Piraí do Sul, São João do Triunfo, Sengés, Porto Amazonas e Tibagi já mostraram interesse.

Com informações da Assessoria de Imprensa