Vamos Ler destaca trabalho matemático com frutas em Irati

Poncãs foram base para estudo saboroso de frações, porcentagem e números decimais no 5º ano C da Escola Rosalina Cordeiro de Araújo

Fruta da estação permitiu que estudo tivesse um método mais assertivo
Fruta da estação permitiu que estudo tivesse um método mais assertivo -

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Poncãs foram base para estudo saboroso de frações, porcentagem e números decimais no 5º ano C da Escola Rosalina Cordeiro de Araújo

O 5º ano C da Escola Municipal Rosalina Cordeiro de Araújo, em Irati, sob coordenação da professora Marli Teresinha Chasco, pôde trabalhar os conteúdos de frações, porcentagem e números decimais de forma gostosa e divertida. A docente explica quais métodos foram aplicados.

“Lembrando que tomamos o cuidado de fazer a devida higiene de tudo que iríamos utilizar na aula. Para esse trabalho contamos com o apoio de uma fruta da época: o poncã. Demos início com explicação sobre os conceitos de fração, porcentagem e número decimal. Também trabalhos com os termos das frações e assistimos vídeos explicativos”, conta a educadora.

Assim, cada aluno recebeu uma fruta, observando-a inteira e, depois de descascar, puderam visualizar os conceitos matemáticos por meio dos gomos, entendo como ele foi dividido/fracionado naturalmente. “Lembrando que cada fruta teria seu número de gomos específicos, assim cada estudante teria uma fração diferente do colega”, aponta Marli.

A professora cita outros pontos. “Se a fruta tivesse por exemplo, 10 gomos (1 inteiro), dividindo em 4 partes iguais e separando uma das partes, essa corresponderia a 1/4 (fração), 25% (por cento) e 0,25 (forma decimal). Ao separarmos um meio teríamos 1/2 (fração), 50% (porcentagem) e 0,5 número decimal e ao separarmos 3 partes, essa corresponderia a 3/4 (fração), 75% (porcentagem) e 0,75 (forma decimal)”, complementa a docente.

“Posteriormente continuamos com a brincadeira, agora registrando no caderno de matemática a fração correspondente e a escrita e leitura da mesma ‘ao comermos um gomo de 10, que fração corresponde?’. E assim sucessivamente até terminarmos a fruta. Para finalizar a lição desse dia nos deliciamos com várias poncãs”, conclui a educadora.

Acesse o blog escolar da Escola Rosalina Cordeiro de Araújo clicando aqui